Tuesday, Dec. 12, 2017

Loading...

A verdade nua e crua

Escrito por:

|

7 de dezembro de 2017

|

Postado em:

A verdade nua e crua

“Diz uma parábola judaica que certo dia a mentira e a verdade se encontraram.
A mentira disse para a verdade:
– Bom dia, dona Verdade.
E a verdade foi conferir se realmente era um bom dia. Olhou para o alto, não viu nuvens de chuva, vários pássaros cantavam e vendo que realmente era um bom dia, respondeu para a mentira:
– Bom dia, dona mentira.
– Está muito calor hoje, disse a mentira.
E a verdade vendo que a mentira falava a verdade, relaxou.
A mentira então convidou a verdade para se banhar no rio. Despiu-se de suas vestes, pulou na água e disse:
-Venha dona Verdade, a água está uma delícia.
E assim que a verdade sem duvidar da mentira tirou suas vestes e mergulhou, a mentira saiu da água e vestiu-se com as roupas da verdade e foi embora.
A verdade por sua vez recusou-se a vestir-se com as vestes da mentira e por não ter do que se envergonhar, saiu nua a caminhar na rua.
E aos olhos de outras pessoas era mais fácil aceitar a mentira vestida de verdade, do que a verdade nua e crua.”

Qualquer semelhança com o caso da criação da taxa de lixo não é mera coincidência.

Print Friendly, PDF & Email

Artigos relacionados

Eleição para nova diretoria da Santa Casa será nesta quarta
Alcino vai à Câmara nesta segunda-feira insistir que não criou a Taxa de coleta de lixo
A responsabilidade institucional dos vereadores e a taxa de coleta de lixo

(5) Readers Comments

  1. Itamar Lima da Silva
    7 de dezembro de 2017 at 19:38

    Quem conhece a LEI FEDERAL Nº 11.445, DE 5 DE JANEIRO DE 2007. e já leu principalmente o CAPÍTULO VI DOS ASPECTOS ECONÔMICOS E SOCIAIS Art. 29. Os serviços públicos de saneamento básico terão a sustentabilidade econômico-financeira assegurada, sempre que possível, mediante remuneração pela cobrança dos serviços: I - de abastecimento de água e esgotamento sanitário: preferencialmente na forma de tarifas e outros preços públicos, que poderão ser estabelecidos para cada um dos serviços ou para ambos conjuntamente; II - de limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos urbanos: taxas ou tarifas e outros preços públicos, em conformidade com o regime de prestação do serviço ou de suas atividades; III - de manejo de águas pluviais urbanas: na forma de tributos, inclusive taxas, em conformidade com o regime de prestação do serviço ou de suas atividades. E o termo parceria entre a Secid-MT, a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e a Fundação Nacional da Saúde (Funasa). Conforme as normativas presentes no documento, a Funasa figura como principal financiadora da proposta, sendo responsável por repassar R$ 6,7 milhões para o desenvolvimento dos planos municipais. A Secid é patrocinadora de uma contrapartida de R$ 2,5 milhões, e a cargo da UFMT está a execução dos PMSB. Quem participou das audiências publicas no Município e Estado, jamais falaria as besteiras que estão falando, essas pessoas não querem que o desenvolvimento chegue nos bairros que realmente precisam. Vejo, que falta, a algumas pessoas que dizem ser representantes do povo, se atualizarem, lerem, procurar conhecimentos, ou seja, entender para depois falar. acho que ninguém vai ler o que eu escrevi, mas tentei em poucas linhas, trazer a importância da lei de Saneamento Básico em nosso Município.

    • Elias Cuiaba
      8 de dezembro de 2017 at 12:22

      Ler um comentário bem fundamentado é muito legal. Até porque o art. 29 é claro: os serviços de saneamento básico terão a sustentabilidade na forma de tarifas e outros preços públicos, diga-se taxa de coleta de lixo. O artigo 47 do projeto de lei mostra como será composta a tarifa e os critérios, inclusive nivel de renda da população,peso, volume, tipo de resíduo. O parágrafo único diz que a taxa está de acordo com o Código Tributario e será normatizado por Decreto do Executivo Municipal. Sem entrar na polêmica, mas se o prefeito manda um projeto definindo como será a taxa e que ela será normatizada por decreto é porque tem interesse no assunto.

    • Cidadão observador
      8 de dezembro de 2017 at 13:15

      Parabéns pelo seu comentário esclarecedor. Agora finalmente podemos ver a verdade nua e crua.

    • Itamar da Lei, cita ai!
      9 de dezembro de 2017 at 18:37

      Boa Noite Itamar Poderia aproveitar seu vasto conhecimento em Legislação e Citar as Leis e artigos que o prefeito feriu ao derrubar o coreto (danos ao erário (patrimônio) público sem projeto e autorização da Câmara). Em sendo verdade que o prefeito e vice plantaram mudas antes da licitação isso não configurar direcionamento de licitação, combinação de preço e o fraudes na licitação. Não diga que os vereadores o absorveram pois você está criticando esses mesmos vereadores, ou prestam ou não prestam.

  2. Itamar Lima da Silva
    8 de dezembro de 2017 at 14:52

    Segundo informações, atualmente,só 36 cidades de Mato Grosso contam com "PMSB". e estavam desenvolvendo o trabalho com recursos próprios. E com a elaboração dos projetos conseguiram parceria Fundação Nacional da Saúde (Funasa) a Secretaria das Cidades - Secid/MT, SEMA. Entre todos eles os municípios que está mais avançado é Cuiabá, ou seja, o ex-prefeito Mauro Mendes, por ter uma visa administrativa, que é diferente das politiqueiras, implantou logo no inicio de seu mandado e hoje a capital está com o planejamento aprovado. E mais, conforme pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a situação do estado de Mato Grosso é grave em relação à falta de saneamento básico, (principalmente esgoto) que em todos os Município, afeta cerca de 74,3% das pessoas. Esses dados constam da Síntese de Indicadores Sociais (SIS). Consta ainda que Mato Grosso tem um dos piores sistemas de saneamento básico do Centro Oeste. Sabe porquê o nosso Estado ainda esta assim, por que, temos políticos que só pensem em votos, e fazer politicagens, temos que pensar grande, pensar no que a implantação do Saneamento Básico, é saúde, é vida, em fim, eu digo sempre, vivemos no século XXI e, pensamos como alguém da era de Sócrates - quem conhece o mito da caverna sabe - que o velho ditado que em terra de cego quem tem um olha é Rei - não é verdadeira né. Abraços.

Deixe um comentário sobre isso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

12 de December de 2017

Clear all