Sunday, Jan. 21, 2018

Loading...

Author Archive

Dinheiro do Leilão Solidário pode ajudar a salvar a Santa Casa

Enviado em: 16 de Janeiro de 2018 16:29
Dinheiro do Leilão Solidário pode ajudar a salvar a Santa Casa

A crise vivida pelo Hospital Vale do Guaporé, a Santa Casa de Pontes e Lacerda, é fundamentalmente financeira. Nenhuma novidade, nem para a administração anterior, muito menos para a atual gestão e também de conhecimento há muito de toda a sociedade.

Milagre na saúde, só no campo espiritual.

Aqui embaixo, a questão só será resolvida a curto prazo com o aporte externo de recursos que socorra o Hospital para quando houver atraso nos repasses públicos, tanto estadual quanto municipal.

Tratar o Hospital com gestão meramente empresarial só vai gerar dissabor para quem administra a Entidade, causa desgaste político e a consequente quebra de qualidade no atendimento à saúde.

Transferir o ônus de arrecadar mais através da população pode ser uma saída a médio prazo – como novos leilões, por exemplo – isso apostando no poder de persuasão e motivação dos atuais dirigentes do Hospital.

O leilão solidário ainda não repassou cerca de R$ 330 mil que foram destinados para aquisição de equipamentos (arco cirúrgico e auto clave). Segundo informações, parte deste dinheiro está retido desde o ano passado e um pouco está ainda sendo pago pelos arrematantes.

A resposta da população a uma simples pergunta poderia socorrer a Santa Casa: O que é mais importante: ter um arco cirúrgico agora e a Santa Casa fechada ou viabilizar o funcionamento do Hospital e comprar o equipamento quando o governo normalizar o repasse dos recursos?

Eu já sei a resposta.


Comente

Enquanto alguns empresários esperam a crise passar, outros buscam oportunidades

Enviado em: 14 de Janeiro de 2018 18:31
Enquanto alguns empresários esperam a crise passar, outros buscam oportunidades

Falar em crise não a faz passar.

Ajustes e busca de oportunidades é que fazem a grande diferença.

Um exemplo bem próximo de nós é uma padaria de Pontes e Lacerda que, para enfrentar a crise, buscou ampliar o mercado consumidor.

Enquanto alguns reclamavam na queda do movimento, o empresário correu atrás de novos clientes. Hoje vende pão francês, pão-de-queijo, chipa e outros produtos congelados para a Gleba Triunfo, Adrianópolis, e vários municípios da região, inclusive próximos a Cáceres.

Neste final de semana o “buscador de oportunidades” esteve na Bolívia garantindo a exportação do seu produto.


Comente

Indicadores financeiros da ACEPL confirmam os sinais de reaquecimento da economia em Pontes e Lacerda

Enviado em: 14 de Janeiro de 2018 18:14
Indicadores financeiros da ACEPL confirmam os sinais de reaquecimento da economia em Pontes e Lacerda

As vendas de Natal do ano passado animaram a maioria do comerciantes de Pontes e Lacerda. O índice de crescimento no faturamento de 18,08% em relação a 2016 e o nível positivo de empregos durante 2017 comprovaram que a economia voltou a crescer.

Outros indicadores e projeções sinalizam na mesma direção. Um dos medidores da economia é a relação entre a quantidade de inclusões de consumidores nos cadastros restritivos de créditos  e as baixas, que representam o crescimento ou a redução de inadimplência.

Em Pontes e Lacerda, de acordo com dados da Associação Comercial- ACEPL- as baixas de restrições em 2017 foram superiores às negativações em 5,67%. Em 2016 esse percentual foi de 1,11%. Esses números demonstram que o índice da quantidade de inadimplentes caiu mais do que a inflação, que foi de 2,95%. De forma geral dá para se concluir, com esses dados, que em 2017 teve mais consumidor pagando suas contas atrasadas do que em 2016.

A projeção agora é quanto ao nível de emprego no município. Neste início de ano, com a abertura de cerca de seiscentas vagas pelo Frigorífico Marfrig, certamente Pontes e Lacerda será destaque estadual no quadro de contratação de mão-de-obra.


Comente

Com a nova diretoria da Santa Casa, população aposta na melhoria do atendimento e qualidade na saúde

Enviado em: 08 de Janeiro de 2018 17:52
Com a nova diretoria da Santa Casa, população aposta na melhoria do atendimento e qualidade na saúde

O Hospital Vale do Guaporé, a Santa Casa de Pontes e Lacerda, empossou hoje a nova diretoria executiva para o próximo biênio. O pecuarista Fabio Herbert assumiu a presidência, com Eliane Matsuda na área administrativa e o empresário Mauro Ramos no setor Financeiro.

Todas as fichas estão sendo apostadas numa gestão diferenciada. Fabio não é conhecido da população. Entretanto, Mauro Ramos e Eliane Matsuda são reconhecidos pela capacidade de mobilização da sociedade. Isso ficou plenamente demonstrado na realização do último leilão solidário em benefício do Hospital do Câncer de Mato Grosso e da própria Santa Casa.

A nova diretoria, através do presidente recém empossado, afirmou que já há algum tempo vem tomando conhecimento dos problemas e das alternativas para viabilizar financeiramente o Hospital. Tem a vantagem de ter o apoio incondicional do prefeito Alcino Barcellos. A primeira sinalização nesse sentido é a imediata cessão de maquinários do Município para fazer uma limpeza no terreno da Santa Casa, o que já vinha sendo reivindicado há tempo pela diretoria anterior. A segunda é que Barcellos já garantiu que vai aumentar a verba para o serviço de Pronto Atendimento.

Com relação aos recursos para atendimento à média e alta complexidade, já houve uma primeira conversa com as lideranças políticas do Estado.

A expectativa é altamente positiva, embora a meta de “deficit zero” crie um clima nebuloso quanto a forma de ser atingida.

O que a sociedade espera é que a qualidade e os serviços prestados pelo Hospital sejam ampliados, bem como o atendimento seja aprimorado.

Afinal, estamos falando de saúde e precisa melhorar – e muito – em Pontes e Lacerda.


Comente

Prefeitura recebeu recursos para construção de pontes na zona rural

Enviado em: 02 de Janeiro de 2018 06:02
Prefeitura recebeu recursos para construção de pontes na zona rural

 O prefeito Alcino Barcellos está com o caixa da Prefeitura com recursos adicionais que podem se transformar em grandes investimentos para Pontes e Lacerda, a curto prazo, dependendo única e exclusivamente da vontade e iniciativa do prefeito.

Barcellos mesmo tem dito que economizou este ano cerca de R$ 5 milhões. Teve excesso de arrecadação até outubro de R$ 7,5 milhões (fonte: Tribunal de Contas), e vem recebendo recursos estadual e federal ainda fruto do trabalho do trabalho do ex-prefeito Donizete Barbosa.

Um exemplo são os recursos para a construção de cinco pontes nas estradas vicinais de Primavera, Triângulo, Cerro Azul, Barbadinho e Barreirinho. Serão pontes mistas, estrutura metálica e concreto, cujo montante chega a quase R$500 mil. Esse valor já está depositado na conta da Prefeitura desde o dia 11 de dezembro.

Pouca gente sabe que esses recursos só foram efetivados graças ao trabalho do vereador Anderson Barbosa  ainda no mandato anterior e que as lideranças políticas atuais insistem em tentar esconder. O empenho junto ao deputado federal Ezequiel Fonseca e ao atual ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi foram fundamentais.

A execução das obras só depende do prefeito de Pontes e Lacerda.

O que se espera é que, quando da entrega, Alcino  se lembre de pelo menos agradecer aos políticos que se empenharam e viabilizaram os recursos para a realização dos serviços e não procure colher sozinho benefícios políticos que ele não plantou, como fez com a lama asfáltica colocada nas principais vias da cidade, que ele “esqueceu” de dar crédito ao governador Pedro Taques, ao ex-prefeito Donizete Barbosa e ao deputado Wancley Carvalho.


Comente

Prefeitura de Pontes e Lacerda já arrecadou até outubro R$ 74,5 milhões

Enviado em: 29 de dezembro de 2017 09:02
Prefeitura de Pontes e Lacerda já arrecadou até outubro  R$ 74,5 milhões

O prefeito Alcino Barcellos não pode alegar falta de recursos para administrar e fazer novos investimentos em Pontes e Lacerda.

Segundo dados do Tribunal de Contas do Estado, o município arrecadou só de janeiro a outubro deste ano, um valor adicional de R$ 7 milhões, em relação ao mesmo período do ano passado.

Para um município de 43 mil habitantes, a arrecadação municipal apresenta valores expressivos. Veja:

Jan a out 2016 – arrecadação de R$ 67 milhões

Jan a out 2017 – arrecadação de R$ 74,5 milhões

A título de comparação, Cáceres tem 90 mil habitantes ( o dobro da população de Pontes e Lacerda) e arrecadou este ano R$ 115 milhões, apenas R$ 3 milhões a mais do que o ano passado.

E o prefeito Francis Maris(PSDB) está se credenciando a ser candidato  a deputado federal ou senador nas próximas eleições.

 

 


Comente

Municípios da região terão Dia de Natal. Em Pontes e Lacerda será feriado de 25 de dezembro

Enviado em: 22 de dezembro de 2017 18:00
Municípios da região terão Dia de Natal. Em Pontes e Lacerda será feriado de 25 de dezembro

O nascimento de Jesus em uma estrebaria, por si só, demonstra que entre as prioridades do Filho de Deus nunca foi a ostentação. A verdadeira intenção de lembrar anualmente quando Cristo nasceu é para mostrar ao mundo – aos crentes e ateus – o verdadeiro sentido do Natal, o cumprimento da promessa divina de que haveria de surgir na Galiléia o salvador dos homens, o maior símbolo da humildade e simplicidade.

Por isso que as praças públicas e ruas são iluminadas, as lojas são lindamente decoradas e muitas residências são preparadas para essa demonstração de religiosidade. Pouco importa se de forma simples ou ricamente ornamentadas.

Investir no espírito natalino é demonstrar que, acima de bens e dinheiro, está a fé e a esperança renovada num mundo melhor. É convocar a população para reflexão e renovar o espírito de fraternidade.

Fazer o melhor que pode – como a viúva que com apenas uma moeda deu a maior oferta – tem tudo a ver com sentimento, com pureza de alma. É como o desejo de um pai desempregado que – inobstante a falta de dinheiro- procura de todas as maneiras conseguir presentes, por mais modestos que sejam, para dar aos filhos. Sempre vale mais a intenção.

A crise financeira que assola o país atinge naturalmente o poder público não deve servir de justificativa para reduzir o sentido espiritual do Natal ao mesmo significado  do carnaval, aniversário de cidade e outros feriados profanos.

Fazer o que pode é demonstrar claramente o quanto é importante a data de comemoração. “Se não posso fazer bem feito, não faço ” é o maior escarneo dito por um administrador público, quando se recusa de forma imperialista a investir alguns tostões para deixar a cidade mais bela é induzir a população a pensar no Salvador, o Cristo.

A prova disso é percorrer os municípios da região – todos enfrentando problemas financeiros e com capacidade econômica  bem inferior ao de Pontes e Lacerda. Lá as noites brilham, as famílias passeiam nas praças, o comércio vende mais, e todos lembram que há mais de dois mil anos nasceu Aquele que deu novo alento e esperança para a humanidade.

Em Pontes e Lacerda o prefeito decidiu transformar o Natal num simples feriado, como carnaval, dia de finados. Não quis sequer gastar os R$ 28 mil autorizados pela Câmara  de Vereadores para decorar a Praça Miguel  Gajardoni. Nada fez porque não quis. Em plena crise gastou R$ 400 mil em uma noite na Expoeste. De outra feita “bancou” a etapa do Campeonato de Motocross.

Para aqueles que acreditam que o mundo é muito mais que dinheiro, bens materiais, máquinas para consertar estradas, economizar R$ 5 milhões em um ano, a alternativa   é aproveitar o feriado de  25 de dezembro em Pontes e Lacerda e visitar os municípios vizinhos e vivenciar com a família. Lá não será só  um feriado, mas o Dia de Natal.

Para os que acreditam que o nascimento de Jesus não se resume a um simples feriado, Boas Festas.

E para os que não acreditam, também.


Comente
Mato Grosso aumentará para sete os aeroportos habilitados para aviação comercial. Pontes e Lacerda está fora

Mato Grosso aumentará para sete os aeroportos habilitados para aviação comercial. Pontes e Lacerda está fora

Enviado em: 20 de dezembro de 2017 15:34

O governador Pedro Taques e o secretário de Infraestrutura e Logística,   Marcelo Duarte, estiveram em Brasilia nesta [...]

Hospital Vale do Guaporé elege nova diretoria e revela os numeros da crise financeira

Hospital Vale do Guaporé elege nova diretoria e revela os numeros da crise financeira

Enviado em: 13 de dezembro de 2017 20:45

O Conselho Curador – órgão deliberativo da Fundação Médico Assistencial do Trabalhador Rural, entidade que administra o Hospital [...]

Iniciativa da Câmara impõe condições para implementação da taxa de coleta de lixo

Iniciativa da Câmara impõe condições para implementação da taxa de coleta de lixo

Enviado em: 11 de dezembro de 2017 11:32

A última sessão legislativa da Câmara de Vereadores teve como grande assunto discutir a implementação da taxa de [...]

Eleição para nova diretoria da Santa Casa será nesta quarta

Enviado em: 11 de dezembro de 2017 09:43
Eleição para nova diretoria da Santa Casa será nesta quarta

O Conselho Curador do Hospital Vale do Guaporé, a Santa Casa de Pontes e Lacerda, deve se reunir na próxima quarta-feira (13/12), às 19:30 hs, para promover a eleição do Conselho que vai administrar o Hospital pelos próximos dois anos, a partir de 2018.

Os nomes dos novos diretores ainda estão indefinidos, podendo acontecer à reeleição da atual diretoria.

Há comentários de que uma chapa encabeçada pelo pecuarista Fabio Herbert, candidato a prefeito de Conquista d’Oeste nas últimas eleições, estaria se articulando para concorrer. Com ele participariam da nova diretoria os empresários Mauro Ramos e Eliana  Matsuda.

A tendência é de que não haja disputa pois o sentimento de todos é a busca de consenso. Por essa razão não está afastada a possibilidade de que Ideraldo Costa permaneça no cargo.


Comente

Alcino vai à Câmara nesta segunda-feira insistir que não criou a Taxa de coleta de lixo

Enviado em: 09 de dezembro de 2017 18:11
Alcino vai à Câmara nesta segunda-feira insistir que não criou a Taxa de coleta de lixo

Esta segunda-feira(10/12) promete ser uma das mais tensas do ano, na relação da Câmara com o Prefeito Municipal de Pontes e Lacerda.

Está programada para as 7:30 hs uma reunião do Chefe do Executivo com os vereadores. Logicamente, o assunto é o projeto de Lei 2191, que trata dos resíduos sólidos e a criação da Taxa de Coleta de Lixo.

A reunião deve promover o encontro do prefeito com o vereador Anderson Barbosa, a quem – durante a semana – chamou várias vezes de mentiroso, disse para “tirar o traseiro da cadeira” e mandou trabalhar.

Para amenizar o clima Barcellos terá a companhia dos “seus representantes” na Câmara.

A determinação do prefeito é para que os vereadores que o apoiam convençam os demais parlamentares para que o projeto de lei seja aprovado sem emendas ou ressalvas e que fique assegurado que ele nunca cogitou criar a taxa de coleta de lixo.

Já há comentários que algumas obras serão programadas para após a votação. Uma delas é a cobertura do espaço da feira livre. Alguém disse ter ouvido o prefeito dizer que faz até com recursos próprios para cumprir o compromisso.

Bem típico da política brasileira.


Comente

A responsabilidade institucional dos vereadores e a taxa de coleta de lixo

Enviado em: 09 de dezembro de 2017 11:10
A responsabilidade institucional dos vereadores e a taxa de coleta de lixo

A repercussão que o Projeto de Lei 2191 teve junto a população é de que, com a aprovação na Câmara, abre-se a possibilidade real de ser instituída em Pontes e Lacerda a taxa de Coleta de Lixo. Essa sensação aumentou quando o artigo 47 veio à tona, detalhando os critérios para a cobrança da nova taxa. No parágrafo Único, a Câmara “assina um cheque em branco para o Executivo”, autorizando que a taxa seja implementada por um simples decreto municipal.

Na análise desse “imbroglio” devemos despersonificar os agentes e tratar o caso de forma institucional. Esquecer Alcino Barcellos e os vereadores deste mandato e tratar o caso no âmbito do Executivo e Legislativo.

Assim, o Executivo encaminhou ao Legislativo um projeto de lei que, de forma clara, límpida e transparente, cria o ambiente jurídico e administrativo adequado para a instituição da taxa de coleta de Lixo. A aplicação será por decreto.

O Legislativo tem por função verificar a constitucionalidade da Lei proposta, a conveniência para a população, e se o momento é adequado para a aplicação. Aí reside a independência dos poderes.

O “xis” da questão é que vários vereadores estão abandonando seus mandatos para se transformarem em representantes do prefeito Alcino, na Câmara. E cito nomes emblemáticos: Juninho Cabeleireiro, Cleber Sella e, pasmem, Rogério Lero Lero. Esses, e alguns outros, tem demonstrado claramente que votam com o atual prefeito,  não necessariamente com o Executivo. São verdadeiras “caixa de ressonância” dos argumentos de Barcellos, na Câmara. E porque o prefeito exige, vão defender e votar a favor do projeto em questão mantendo o artigo 47. Façam suas apostas.

Já que o prefeito Alcino Barcelos não tem o perfil conciliador e falta habilidade política, agora seria o momento para que os vereadores (e não os representantes do prefeito) proponham alternativas que atendam aos anseios da população – retirando parcialmente ou adequando o projeto para que não implante qualquer nova taxa – e que também satisfaçam as necessidades do Executivo, que é a de normatizar a questão do saneamento básico, inclusive para receber recursos federais.

Como exemplo, retirar do texto do projeto de lei a possibilidade de criar a taxa por decreto poderia atender tanto o Executivo quanto o Legislativo. Outra solução – aventada pelo vereador Ivanildo Amaral – é fixar na Lei a realização de uma audiência pública sobre a conveniência de implantar a taxa de coleta de lixo – quando o prefeito considerar que seria o momento oportuno.

O bom político é o que cria meios consensuais de solução de conflitos. E essa é a hora deles aparecerem.

Nem sempre o mais poderoso e o mais esperto vencem. Às vezes é o que usa melhor a inteligência.


Comente
Ivanildo Amaral pede alteração na Lei do IPTU sobre alíquota progressiva confiscatória

Ivanildo Amaral pede alteração na Lei do IPTU sobre alíquota progressiva confiscatória

Enviado em: 08 de dezembro de 2017 13:35

O vereador Ivanildo Amaral está requerendo ao Prefeito Municipal que informe quais as medidas que o Executivo deve [...]

A verdade nua e crua

Enviado em: 07 de dezembro de 2017 13:28
A verdade nua e crua

“Diz uma parábola judaica que certo dia a mentira e a verdade se encontraram.
A mentira disse para a verdade:
– Bom dia, dona Verdade.
E a verdade foi conferir se realmente era um bom dia. Olhou para o alto, não viu nuvens de chuva, vários pássaros cantavam e vendo que realmente era um bom dia, respondeu para a mentira:
– Bom dia, dona mentira.
– Está muito calor hoje, disse a mentira.
E a verdade vendo que a mentira falava a verdade, relaxou.
A mentira então convidou a verdade para se banhar no rio. Despiu-se de suas vestes, pulou na água e disse:
-Venha dona Verdade, a água está uma delícia.
E assim que a verdade sem duvidar da mentira tirou suas vestes e mergulhou, a mentira saiu da água e vestiu-se com as roupas da verdade e foi embora.
A verdade por sua vez recusou-se a vestir-se com as vestes da mentira e por não ter do que se envergonhar, saiu nua a caminhar na rua.
E aos olhos de outras pessoas era mais fácil aceitar a mentira vestida de verdade, do que a verdade nua e crua.”

Qualquer semelhança com o caso da criação da taxa de lixo não é mera coincidência.


Comente

Alcino preparou presente de final de ano para a população. Câmara estragou a surpresa

Enviado em: 05 de dezembro de 2017 11:19
Alcino preparou presente de final de ano para a população. Câmara estragou a surpresa

O prefeito Alcino Barcellos preparou um presente de final de ano para a população de Pontes e Lacerda.  Ao encaminhar o projeto de Lei nr. 2191  o prefeito tentou, sub-repiticiamente, a pretexto de normatizar a área de saneamento básico, induzir os vereadores a votarem a criação da taxa de coleta de resíduos sólidos, a taxa de lixo.

A pressa na votação também se justifica, pois a tributação poderá ser aplicada já no ano que vem.

O referido projeto trata da “política municipal de saneamento básico e cria o conselho e o fundo municipal de saneamento”. E também dispõe da normatização da taxa de coleta, tratamento e manejo de resíduos sólidos. No artigo 47, Alcino Barcellos deixa bem claro como o novo imposto será cobrado , levando em consideração o nível de renda, características dos imóveis, peso ou volume coletado e o tipo de resíduo gerado.

A Votação no plenário da Câmara estava encaminhada quando o vereador Anderson Barbosa detectou o verdadeiro espírito da Lei e pediu que a sessão fosse suspensa para uma análise mais aprofundada do referido projeto.

Ao perceberem que, na prática, o Poder Executivo estava instituindo mais uma taxa para a sociedade arcar, os parlamentares – por unanimidade – retiraram o projeto da pauta, devendo ser votado na próxima sessão legislativa, 11 de dezembro.

 

 


Comente

Vereadores denunciam que Alcino comprou peças com o dinheiro que era destinado para aquisição do aparelho de raio-X

Enviado em: 04 de dezembro de 2017 20:55
Vereadores denunciam que Alcino comprou peças com o dinheiro que era destinado para aquisição do aparelho de raio-X

Uma emenda parlamentar do deputado Wancley (PV) destinou R$ 165 mil para que o município de Pontes e Lacerda adquirisse um aparelho de raio-x digital e colocasse à disposição da comunidade através do Hospital Santa Casa.

O valor ficou disponível para a Prefeitura antes das eleições municipais do ano passado. Alcino Barcellos se recusou a entrar com  a contrapartida – parte dos recursos de responsabilidade do governo municipal.

Enquanto a aquisição não foi feita a Santa Casa se viu obrigada a alugar um aparelho de raio-X, ao preço de R$ 10 mil mensais. Com a paralisação do atendimento, o contrato de locação foi também rescindido.

Na última sessão da Câmara, os vereadores foram informados que o dinheiro para a compra do equipamento foi utilizada para a compra de peças para um laboratório.

 


Comente

Alcino usa Facebook para se auto-promover. E para baixarias também

Enviado em: 03 de dezembro de 2017 22:43
Alcino usa Facebook para se auto-promover. E para baixarias também

As mídias sociais, principalmente o Facebook, tem sido utilizadas por agentes públicos para autopromoção e divulgação do pensam e da própria versão dos fatos. Tem sido muito útil para “massagear o ego” pois o público-alvo normalmente é de simpatizantes e, quando não, de “olheiros”.

Os que não estão nos grupos de relacionamento e não compõem o círculo de amizade das “celebridades” sequer tomam conhecimento do que está acontecendo. De bom ou de ruim.

Alcino Barcellos costuma usar o facebook para mandar recados, emitir opinões e, ultimamente, discutir com os que emitem comentários que o desagradam. Já chegou a excluiu algumas pessoas que assim procederam.

Com um perfil autoritário, não admite ser contrariado. Pior, por absoluta falta de argumentos, transfere a discussão para o lado pessoal.

Como foi o caso de uma postagem neste final de semana sobre a aquisição da UTI Móvel feita pelo ex-prefeito Donizete Barbosa, comparando com a compra de uma ambulância adaptada a um Uno pela atual gestão.

Em determinado momento, mostrando que não está preparado para ser contrariado, Alcino “entra na conversa” não para explicar ou dar sua versão sobre o assunto, mas unicamente para atingir diretamente o lado pessoal de um dos comentaristas:”Quem demitiu o … fui eu, mostra a carta de sua demissão, você é um mentiroso, …, ou vou ter que publicar a carta de sua demissão com minha assinatura,…”.

Os bajuladores de plantão, as “alcinetes” como são conhecidos, sempre acham que o prefeito está certo.

Os que não concordam – e querem continuar no “face do Barcellos” – “preferem” não comentar. Compartilham no whatts app e só lá emitem opinião: Para o prefeito não ficar sabendo.

Tirem suas conclusões.

 

 

 


Comente

Alcino assumiu a gestão de todos os recursos para a saúde na região sudoeste de Mato Grosso

Enviado em: 03 de dezembro de 2017 19:28
Alcino assumiu a gestão de todos os recursos para a saúde na região sudoeste de Mato Grosso

Para Pontes e Lacerda foi um ótimo negócio. Pelo menos aparentemente. O prefeito de Pontes e Lacerda decidiu assumir a gestão plena da saúde na regional sudoeste do Estado. O documento que dá plenos poderes a Alcino já foi assinado, aprovado pela Comissão Interpartite regional – CIR, que reúne secretários municipais de saúde – e pela CIB – Comissão formada por representantes dos governos municipais e estadual.  Tudo foi homologado pelo Conselho Municipal de Saúde.

Agora Alcino Barcellos gerencia todos os recursos destinados à saúde, principalmente ao que diz respeito ao chamado MAC (média e alta complexidade). As verbas federais referentes a AIHs (Autorizações para internações hospitalares) inclusive de municípios da região são administradas pelo prefeito de Pontes e Lacerda.

Além disso, Barcellos é o presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde, que reúne os municípios da região. Ele também recebe os recursos do Governo do Estado e repassa para o Hospital da Santa Casa.

Tanto poder concentrado em um só gestor dá a oportunidade de cumprir as promessas de campanha na área da saúde.

Alcino terá a oportunidade de convencer os prefeitos da região a contribuírem com a Santa Casa, poderá colocar a UPA para funcionar (dinheiro para aquisição de equipamentos está na conta da Prefeitura), otimizar as altas verbas administradas pelo Consórcio Intermunicipal, adequar os recursos para o Pronto Atendimento que estão defasados em quase um milhão e meio de reais por ano e buscar aumentar o valor dos repasses do governo do Estado atualmente reduzidos a apenas R$ 320 mil mensais para 2018.

Barcellos poderá também pagar os R$ 400 mil devidos ao Hospital pela cessão do terreno onde foi construído a UPA, dívida que se arrasta desde  a gestão Donizete Barbosa. Esse valor servirá para a Santa Casa honrar acordos trabalhistas.

Com o poder da “caneta na mão” e com dinheiro- sonho de todo administrador – o prefeito de Pontes e Lacerda poderá, em curto espaço de tempo – fazer uma revolução da qualidade do atendimento à saúde na nossa região.

Só não faz se não quiser. Ou se não tiver competência.


Comente

Diretoria da Santa Casa se reúne com secretários de saúde da região para informar para onde estão indo dinheiro da saúde

Enviado em: 22 de novembro de 2017 08:27
Diretoria da Santa Casa se reúne com secretários de saúde da região para informar para onde estão indo dinheiro da saúde

O diretor administrativo da Santa Casa, Ideraldo Pires da Costa, deve se reunir hoje à tarde com prefeitos e secretários de saúde da região para buscar uma solução conjunta para a retomada do atendimento do hospital. O encontro está programado para acontecer no auditório do Ministério Público. O prefeito Alcino Barcellos não deve participar.

Na oportunidade os responsáveis pela área de saúde pública vão tomar conhecimento, em detalhes, da origem dos recursos públicos – estaduais e municipais –  e a destinação que estão tendo.

Em conversa com o diretor do Escritório Regional de Saúde, Romes Amurim, ele informou que deve participar do evento, mas não quis adiantar a pauta, dizendo apenas que o interesse de todos é de que se encontre logo uma solução para o problema da saúde, que não esteve tão grave no município.

Segundo conseguimos apurar, uma equipe do Sebrae foi contratada por empresários locais para fazer um diagnóstico econômico-financeiro e também verificar a viabilidade da Santa Casa continuar em funcionamento. Os analistas devem começar os trabalhos ainda esta semana e terão trinta dias para apresentar o relatório final.


Comente

21 de January de 2018

Clear all