Saturday, Feb. 17, 2018

Loading...

Visão Crítica fala sobre Unemat e debate sobre critérios para se fazer pesquisas

Escrito por:

|

15 de Abril de 2015

|

Postado em:

Visão Crítica fala sobre Unemat e debate sobre critérios para se fazer pesquisas

O Programa Visão Crítica exibido na última segunda-feira (13.04) recebeu o professor Osvaldo Martins, diretor do Campus Universitário da Unemat em Pontes e Lacerda. Em conversa com o apresentador Eridson Vieira e o convidado Ivanildo Amaral, o professor falou sobre a atual situação da Unemat e das perspectivas futuras para aquela instituição.

O assunto foi debatido no primeiro bloco, em que o diretor destacou a importância da Universidade para o Estado ressaltando que ela é um referencial para o país e internacionalmente, mas que apesar disso, atualmente, tem enfrentado problemas financeiros e de infraestrutura.

Osvaldo citou como exemplo as dificuldades que o Campus de Pontes e Lacerda tem para abrigar o curso de Direito. Segundo ele, não há salas suficientes para os acadêmicos estudarem e não há ainda um escritório para o cumprimento do estágio, que é obrigatório.

De acordo com o professor, a Unemat possui cerca de 1.100 professores, sendo mais de 400 doutores e mais de 350 mestres. Seu quadro de técnicos administrativos gira em torno de 700 pessoas e tem ainda cerca de 25 mil alunos em cursos regulares e de outras modalidades. O desafio, portanto, que a nova Reitoria deverá cumprir é melhorar até o final do mandato, que termina em 2018, a infraestrutura da universidade. Porém, terá que enfrentar a falta de recursos financeiros, já que seu orçamento é de 226 milhões podendo chegar a 260 milhões, mas com uma folha de pagamento de 240 milhões.

Perguntado pelo apresentador do Visão Crítica sobre a possibilidade do Campus de Pontes e Lacerda se mudar para a cidade, de onde está longe cerca de 15 km, o diretor informou que há um projeto denominado “Unemat mais próxima de você” que já discute o assunto. Entretanto, ele afirmou que para a mudança ocorrer é necessário o apoio financeiro da Reitoria e dos governos municipal e estadual.

Com especialidade em pesquisas e com mestrado e doutorado em Estatística, o professor Osvaldo também participou da discussão do programa sobre a recente pesquisa “Melhores do ano” do Rotary Clube de Pontes e Lacerda.

O assunto foi discorrido no segundo bloco, em que foi debatida a maneira correta de se fazer pesquisa para que os resultados sejam estatisticamente corretos. A começar pela simples distribuição de questionários sem critérios definidos previamente, de forma técnica, deixa o resultado totalmente impreciso, sem qualquer valor estatístico.

No programa foi considerada a necessidade de Pontes e Lacerda ter pesquisas bem fundamentadas e feitas por empresas e profissionais especializados, que tenham conhecimento técnico no assunto, para que os resultados representem a realidade e não sejam mera distribuição de homenagens em que entidades aproveitam para oferecer um jantar e obter vantagens financeiras.

Em Rondonópolis, por exemplo, a associação comercial e empresarial é a responsável por fazer pesquisa sobre o comércio daquele município, de forma criteriosa, para que os empresários e as empresas se aprimorem, afinal esse é o grande objetivo.

Print Friendly, PDF & Email

Artigos relacionados

Mãe mostra mochila da filha em mídia social de compra e venda para protestar contra falta de vagas em creche de PL
Idosa de 80 anos com hemorragia demora ser atendida na Santa Casa e vira caso de polícia
Violência: Video de briga entre garotas cai nas redes sociais e viraliza

(1) Reader Comment

  1. Zé Guaporé
    15 de Abril de 2015 at 17:55

    A UNEMAT é realmente uma instituição de relevada importância para Mato Grosso eo Brasil. Só que a partir da administração do Adriano Silva, ela desabou e em todos os cursos faltam estruturas como professores, laboratórios, ferrmental, livros, midias etc. A universidade nunca esteve em situação tão precária como caiu na administração Blairo/Silva/Riva e Adriano Silva como reitor. Afundaram a UNEMAT.

Deixe um comentário sobre isso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

17 de February de 2018

Clear all