Em janeiro deste ano o governo federal – aí incluídos os poderes executivo, legislativo e judiciário – bateu o recorde do número de funcionários, em toda a nossa história. Registrou  2.207.112 funcionários.

Por outro lado, embora toda a crise financeira e o alto índice de corrupção no setor público, em 2017 apenas 138 servidores perderam o cargo. Desses 119 foram demitidos, 6 destituídos e 13 cassações de aposentadoria por fraude e outras irregularidades. Não há casos de demissão por incompetência, desleixo, falta contumaz, déficit de desempenho.

Em 2016 – com todos os escândalos – as demissões chegaram a 550, por irregularidades.

E ainda tem gente que fala mal dos servidores federais.

Mesmo assim, há uma proposta tramitando no Congresso, de iniciativa da senadora Maria do Carmo (DEM-SE), que prevê a demissão de servidores que sejam reprovados em avaliações de desempenho.