Graças a uma pequena melhora no volume dos reservatórios, a Agência Nacional de Energia Elétrica anunciou que a bandeira tarifária para dezembro será vermelha patamar 1, com custo de R$ 3,00 a cada 100 kWh (quilowatts-hora) consumidos. Em novembro, por conta da estiagem, o preço da energia elétrica havia sido elevado para bandeira vermelha patamar 2, a mais alta da escala criada para sinalizar o valor real da energia gerada. Na ocasião, o custo de 100 kWh havia saltado para R$ 5.

De acordo com a Aneel, o funcionamento das bandeiras tarifárias é simples: as cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração.Assim, a vermelha indica a necessidade de operar usinas térmicas mais caras para compensar a geração hidráulica inibida pela falta de chuvas.

Embora as bandeiras venham mudando, não houve alterações recentes na tarifa de energia elétrica por parte da Energisa em Mato Grosso. A última modificação ocorreu em abril deste ano, com efeito médio de redução de 2,10%. Atualmente a cotação da empresa está em 32º no ranking das tarifas residenciais e comerciais.

A agência destaca que, ainda que não haja risco de desabastecimento de energia elétrica, é preciso reforçar as ações relacionadas ao uso consciente e combate ao desperdício.

Fonte/ Olhardireto