Nos últimos 5 anos, 2020 foi o que teve o trânsito mais violento em Mato Grosso, mesmo com volume menor de acidentes que os demais. Das 6.578 ocorrências, 629 foram fatais, o que representa uma relação de 9,5%. A maioria das mortes foi de homens (9,6%), com idade entre 35 e 64 anos (36,1%), que se envolveram em ocorrências aos sábados (19%). O mês de novembro foi o mais violento quanto aos acidentes automobilísticos. Os dados constam no Anuário de Trânsito 2021, divulgado nesta quinta-feira (10) pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Em números absolutos, o documento mostra uma redução gradual de acidentes no trânsito local. Enquanto em 2016 foram 8.546 (701 fatais), no ano passado, foram 6.578 (629 fatais). Porém, ao se calcular a relação entre o quantitativo de acidentes e aqueles que foram fatais, 2016 apresenta uma relação de 8,2%, enquanto no ano passado, foi de 9,6%. Os registros não fatais também apresentaram uma queda significativa, passando de 7.845 para 5.949.

Quando levados em consideração os dias da semana em que mais ocorrem acidentes com vítimas no Estado, os que compreendem o final de semana lideram os percentuais. Representando 19% dos acidentes, sábado é o dia que lidera o ranking, seguido de domingo (17,6%) e sexta-feira (14,8%). Quarta-feira é o dia em que menos acidentes ocorrem, com 11,3%.

á meses em que mais houve acidentes nos últimos 5 anos variaram. Enquanto em 2016, julho (9,2%) e outubro (8,9%) tiveram os maiores índices, em 2020, a maior parte das ocorrências foi registrada em novembro (10,9%) e dezembro (10,5%).

Em todos os anos levantados no anuário, o período em que mais ocorreu acidentes foi o noturno/madrugada. No ano passado, 39,4% deles foram nesse período, na sequência está o vespertino (33,9%) e, por último, matutino (26,7%).

A psicóloga especialista em trânsito e comportamento social, Ana Maria Braz, diz que números do trânsito local podem estar diretamente ligados à pandemia causada do coronavírus. “Estresse do distanciamento social, desemprego e consumo de bebidas alcóolicas são fatores que influenciam diretamente no comportamento das pessoas em qualquer âmbito e o trânsito não é uma área isenta”.

Fonte Gazeta Digital