A primeira edição do programa Enxergar Além – Capacitação da Apoena teve início nesta semana, nas instalações da Maçonaria. Até 28 deste mês, mulheres dos bairros Morada da Serra, Altos da Glória e Residencial Glória, além de microempreendedoras do setor de alimentos, participarão de cursos do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) sobre Produção de Tortas Geladas, Salgados Básicos e Finos, Cupcake e Bolo de Pote, e de treinamento da Associação Comercial e Empresarial de Pontes e Lacerda (ACEPL) com o tema Técnicas de Vendas.

“Em 2018, a Apoena tem investido em programas próprios e o seguirá fazendo no próximo ano. O Enxergar Além – Capacitação visa à formação e treinamento dos moradores do entorno de nossas unidades e projetos para que possam ingressar no mercado de trabalho, empreender ou ter uma renda extra. Desta forma, a empresa está estimulando outras atividades econômicas, o que resultará em mais emprego, qualidade de vida e bem-estar para a população. Nesta primeira edição, contamos com a parceria do Senai, ACEPL, Maçonaria – Fraternidade Acácias do Guaporé e dos supermercados Paraná, Farturão, Super Mais e Juba. Unimos forças com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento socioeconômico de Pontes e Lacerda e região”, declara Jorge Camargo, Diretor-Geral da Apoena.

Serão quatro cursos, que abordarão temas como seleção de fornecedores e matérias-primas, pesos e medidas, higiene na área de produção, recheios e coberturas, armazenamento, embalagem, cálculo de produção, programação de fornos e técnicas de vendas.

“A iniciativa da Apoena é louvável, uma vez que oferece treinamento teórico e prático às pessoas que necessitam aumentar a renda familiar. A parceria com a Associação Comercial e supermercados mostra que é salutar a conjugação de esforços da iniciativa privada na busca de redução das desigualdades sociais”, enfatiza Eridson Vieira, presidente da ACEPL.

A inscrição das participantes foi realizada pelos presidentes dos bairros e suas equipes, com o apoio da União das Associações Comunitárias (UNAC/PL), que contribuiu também para a seleção dos bairros. Quanto à matrícula das microempreendedoras, a gestão foi da ACEPL.

Capacitar mulheres e gerar oportunidades para que elas ingressem no mercado de trabalho e desenvolvam suas trajetórias profissionais têm um impacto significativo na economia de um país. Por isso, a primeira edição do programa Enxerga Além – Capacitação é dedicada a elas. Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), reduzir as desigualdades de gênero em 25% até 2025 poderá adicionar US$ 5,8 trilhões para a economia global e aumentar as receitas fiscais. No Brasil, o efeito seria um aumento de até 382 bilhões de reais ou 3,3% no PIB e um acréscimo de até 131 bilhões de reais em receita tributária.

Fonte/ Roseli Rodrigues/Consultora em Comunicação e Comunidades