No ultimo domingo (11/02), os moradores do Assentamento Nossa Terra Nossa Gente participaram de uma reunião com membros do INTERMAT (Instituto de Terras do Mato Grosso) para tratar do processo de regularização das propriedades em que moram. Esse é mais um passo dado para a conquista dos sonhos dos pequenos produtores rurais da região.

De acordo com o Presidente da Associação Nova Esperança, agora os assentados devem fazer a medição dos terrenos e repassa-las à um engenheiro agrônomo que ficará responsável pela documentação.

Os moradores deveram pagar uma taxa para obter a regularização, preço que não se  compara a realização do sonho de ter o seu pedaço de terra.