Moradores, empresários e pessoas que trafegam pelo centro comercial de Pontes e Lacerda, reclamam da grande quantidade de água que escorre com frequência e também do odor forte e insuportável que sai dos banheiros públicos da praça Miguel Gajardoni. De acordo com eles, há mais de meses, que o problema vem trazendo transtorno.

Um vendedor de água de coco, diz que não consegue trabalhar. Quando os clientes chegam ele fica sem jeito porque o mal cheiro é forte. “Todo dia é isso ai.  A água escorre, empossa aqui na avenida Bom Jesus e fica essa podridão. Fica pior quando o povo passa aqui na calçada e um carro passa e joga nos pedestres. Tem que ir pra casa tomar banho”. Destacou o vendedor ambulante que não quis ser identificado.

O Jornal Centro Oeste recebeu várias denúncias através do Whatsapp 9.9261-6200 informando esse problema, e mostrou na edição de segunda-feira(20). Segundo as informações, o dia mais difícil é quando o sol está muito quente e a casa lotérica está lotada, por que assim o fluxo de pessoas aumenta.

Um outro empresário  relatou que ao entrar no seu veículo na última segunda-feira (20), acabou pisando na água. Depois teve que mandar lavar, porque o mal cheiro tomou conta do carro.

Segundo informações a água escorre do banheiro, atravessa a rua e cai na sarjeta próximo ao meio fio, na frente de várias empresas.

O problema ficou ainda pior no último domingo ( 17/06), quando a praça foi visitada por vários torcedores após o jogo da seleção brasileira. Existem videos nas redes sociais mostrando o descaso no local, principalmente no banheiro dos homens. Pias quebradas, vasos entupidos e um odor insuportável.

Vereadores visitaram o local no ano passado, mas até agora nada foi feito pelo poder executivo. A situação deve piorar nos próximos dias, pois mais jogos da seleção devem acontecer. E com as vitórias, o lugar preferido dos torcedores é a Praça Miguel Gajardoni.