Na ultima quarta-feira(27/06) uma equipe PRF em deslocamento sentido Comodoro, juntamente com os policiais de plantão na unidade operacional PRF de Pontes e Lacerda abordaram o veículo  Volvo/Fh 460 6x2t, ano 2014/2014, acoplado a um semirreboque de cor preta e carroceria aberta. O condutor, de 36 anos,  apresentou a documentação pessoal, dos veículos e da carga de madeira serrada, oriunda de Alto Paraíso/RO com destino à QUERÊNCIA DO NORTE/PR.

Durante a fiscalização, os PRFs observaram que o documento florestal e a nota fiscal não correspondiam ao produto transportado, suspeitando-se, inclusive, que entre as espécies de madeira transportada houvesse a Bertholletia excelsa (castanheira), cuja exploração para fins madeireiros é proibida pela legislação brasileira.

Além do crime ambiental referente à carga, constatou-se também o crime de causar poluição de qualquer natureza, resultante em danos à saúde humana, pois o veículo não era abastecido com o ARLA 32.

Esta substância é responsável por diminuir a emissão de substâncias poluentes e nocivas ao meio ambiente, e seu uso é obrigatório nos veículos a diesel posteriores a 2012.

Diante dos fatos, tanto o caminhão trator quanto o semirreboque foram apreendidos e se encontram à disposição da Justiça. O condutor, a empresa e a transportadora responderão pelos crimes ambientais respectivos à medida de sua culpabilidade.

Fonte/Assessoria da PRF