Caminhoneiros protestam contra o aumento do diesel nesta segunda-feira (21), dia em que foi anunciada  mais uma alta do valor das refinarias, de 0,97% a partir de terça (22).

Na semana passada, foram cinco reajustes diários seguidos . A escalada dos preços acontece em meio à disparada dos valores internacionais do petróleo.

A Petrobras diz que as revisões podem ou não refletir para o consumidor final – isso depende dos postos. Segundo a Agência Nacional do Petróleo, do Gás Natural e dos Biocombustíveis (ANP), o preço médio do diesel nas bombas já acumula alta de 8% no ano. O valor está acima da inflação acumulada no ano, de 0,92%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Foram registrados atos em pelo menos 18 estados: Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins.

Na BR 364, entre Comodoro e Campos de Júlio, os caminhoneiros também paralisaram em forma de protesto. O site tvcentrooeste tem imagens exclusivas do local, eles estão deixando somente carros e ambulâncias passarem.

Mas eles deixam claro que não vão danificar a rodovia, e muito menos atrapalhar o direito do cidadão.