Não vamos discutir as razões da saída do Deputado Wancley da vida pública, mas sim as consequências.

E essas são funestas.

Como a candidatura à reeleição do atual deputado  era natural e esperada, nenhuma outra liderança política de Pontes e Lacerda se preparou, nem os partidos discutiram essa possibilidade. Para piorar, o deputado não se dignou em pelo menos acenar que haveria a possibilidade de abandonar a vida pública, nem para o partido, muito menos aos companheiros. E nem fez qualquer indicação sobre quem poderia substituí-lo.

O estrago está feito.

Batendo cabeça

O grupo que apoia Wancley está se dispersando, principalmente na região. Em Pontes e Lacerda o PV está fragmentado em três. Não há unidade nem mesmo sobre o que deve ser feito. Alguns sugerem ouvir pré-candidatos, inclusive os de fora do município. Outros estão escolhendo nomes para sem lançados. A terceira vertente simplesmente não sabe o que fazer.

Consequências da falta de um líder

 Pontes e Lacerda precisa ter um deputado na Assembleia Legislativa no próximo mandato, substituindo Wancley. O município não pode retroceder, nem perder representatividade. Esse é o mote que deve ser levado aos eleitores. E essa deve ser a primeira conversa entre os partidos.

Entretanto, não se ouve ninguém chamando os partidos para conversar em torno dessa premissa, tão somente buscam nomes para serem lançados pré-candidatos. Como o que ocorreu no dia da desistência de Wancley com o lançamento abrupto de três nomes, com risco maior de “queimá-los” do que avaliá-los.

Segundo passo

Após convencer os eleitores da necessidade se ter um representante no legislativo aí, sim, deve-se definir um nome de consenso, aproveitando essa tendência de mudança do eleitorado, que não quer eleger político tradicional.

Vereadores terão que liderar

Como Alcino Barcellos já está comprometido em apoiar ex-prefeito de Nova Lacerda, o protagonismo desse processo de escolha de candidato de Pontes e Lacerda caberá aos vereadores e presidentes de partidos.

Se esses não forem competentes, vão fazer o jogo do prefeito de Pontes e Lacerda, abrindo uma “avenida” para a candidatura de Walmir Moretto, por falta de opção.