Com número reduzido de motoristas, diminui quantidade de ambulâncias disponíveis para transporte urgente de pacientes graves

TVCO

17 de maio de 2020

Com número reduzido de motoristas, diminui quantidade de ambulâncias disponíveis para transporte urgente de pacientes graves
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Anúncio NOTICIAS

Motorista de ambulância é considerada atividade essencial e, neste momento de pandemia, se torna ainda mais importante e imprescindível.

Se por um lado, os servidores que dirigem veículos de transporte de pacientes devem estar disponíveis, por outro o Executivo Municipal deve dar condições de trabalho e remuneração compatível com a dignidade humana e mantendo o serviço à população.

Em Pontes e Lacerda, só o lado da obrigação dos motoristas é exigida. Para eles é imposta uma escala de trabalho sem levar em consideração os direitos dos servidores. Há dias em que eles trabalham 24 horas ininterruptamente.

Acordos e apadrinhamentos

Há tempos se sabe que um acordo firmado no início do mandato do Executivo Municipal atual definiu número fixo de diárias aos servidores que transportam pacientes e ao Coordenador de Ambulâncias – apadrinhado do Prefeito – independente de terem efetivamente realizado alguma viagem. O caso foi levado ao Ministério Público pelos próprios motoristas, em teleconferência com o Promotor Público, Dr. Frederico Ribeiro.

Acordos verbais continuam

Mesmo após o caso ter sido levado à Promotoria, a Secretaria Municipal de Saúde continua submetendo os servidores a situações de quase exaustão, colocando em risco a própria vida e a dos pacientes transportados. As viagens são intermitentes até Cáceres e a Cuiabá. O clima de perseguição é notório na Secretaria de Saúde.

Com três motoristas afastados (um por suspeita de coronavírus, dois por estarem respondendo processo administrativo por terem tido a coragem de delatarem irregularidades no transporte de material de coleta para exames de Covid-19) os demais são submetidos a cobrirem o período de trabalho dos afastados. Segundo informações, recebendo diárias de R$ 64,06.

A escala de plantão dos seis restantes está só na “conversa”, nada foi formalizado. Há plantão com apenas um motorista.

Vejam este final de semana o número de ambulâncias disponíveis para a população:

  • Das 18 horas de quinta-feira até 18 horas de sexta-feira:  2
  • Das 18 horas de sexta-feira até 18 horas de sábado: 3
  • Das 18 horas de sábado até às 18 horas de domingo: 1

Rezemos, principalmente no domingo.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Este site é mantido e atualizado pela empresa Sistema Lacerda de Comunicação Ltda, vinculada à Rede Centro Oeste de Comunicação. Estamos sempre em constante evolução para entregar o melhor aos nossos anunciantes e telespectadores.

Contatos

  • Rua Rio Grande do Sul, 332
    Centro, Pontes e Lacerda - MT

  • (65) 3266-2859

  • contato@tvcentrooeste.com.br

  • Área Restrita

TV Centro Oeste © 2020. Todos os direitos reservados