A equipe da TV Centro Oeste, recebeu uma denúncia sobre uma substância que está armazenada no pátio do Centro de Especialidades Médicas (CEM). O produto é um inseticida inibidor da acetilcolinesterase, que não existe naturalmente.

De acordo com informações, dependendo de como é armazenado, pode produzir agentes tóxicos como o malaoxon e o isomalaton, prejudicando a saúde humana. O mesmo possui um odor muito forte e precisa ser manuseado por profissionais.

Em conversa com o secretário de saúde, Valmor de Oliveira, ele afirmou que a situação está irregular, porém, ele disse que para tentar ajudar o Estado, as substancias eram recebidas pelo escritório regional aqui de Pontes e Lacerda e redistribuído para cidades vizinhas. Após a regularização, cada município precisará ir a Cuiabá para retirar o produto.

De acordo com o secretário, a situação está em processo de pedido para regularização.