Os deputados estaduais aprovaram nessa quarta-feira (04/09), em segunda votação, o porte de arma de fogo aos agentes de segurança do Sistema Socioeducativo de Mato Grosso. Foram 17 votos favoráveis e dois contrários.
O presidente do Sindicato da Carreira dos Profissionais do Sistema Socioeducativo do Estado de Mato Grosso (Sindpss-MT), Paulo Cesar de Souza, explica que uma outra mensagem do Executivo tramita no Legislativo, já foi aprovada em primeira votação e garantirá o uso de armamento para o Setor de Atendimento Socioeducativo (SAS), no âmbito interno das unidades socioeducativas.
Questionado sobre a importância de portar amas de fogo, Paulo César relembrou o fato ocorrido em 2016, onde o agente Sidney Carlos da Silva Alves, 40 anos, foi morto na região do Sucuri, em Cuiabá.
Atualmente, Mato Grosso conta com oito Centros de Atendimento de Internação Masculina e uma unidade feminina. Cerca de 120 adolescentes infratores com idade entre 15 e 17 anos cumprem medidas socioeducativas e um total de 240 agentes de segurança compõem o Sistema Socioeducativo no estado.
Por G1 MT