Na manhã desta quarta feira (27), investigadores da Delegacia Regional durante a ‘Operação Integrada Progressão I’, com objetivo de combater crimes de roubos e furtos na zona rural do município de Cáceres, nas proximidades da serra do boi morto, conseguiram identificar os autores de um furto acontecido na Fazenda São Bento, onde de lá, subtraíram duas espingardas e um revólver, que também foram recuperadas pela polícia.

Em uma dessas propriedades “visitadas” pela polícia, foram informados por um cidadão (gerente) de uma delas, dizendo que na ocasião ficou sabendo do furto acontecido na Fazenda São Bento, mas que não sabia dizer quem seriam os autores, então, perguntado se havia outras pessoas na referida propriedade respondeu que sim, que havia dois rapazes fazendo o serviço de roçada, mas que eles eram moradores da região, inclusive, perto da fazenda onde ocorreu o furto.

Após a informação os policiais se deslocaram até onde os rapazes estavam roçando e em conversa com os mesmos, os policiais perceberam que um deles, identificado como sendo de iniciais J.V.C. de 20 anos, aparentando grande nervosismo, logo confessou que tinham furtado as armas da Fazenda São Bento na noite da última quarta feira, (20), por volta das 21Hs, ele e seu primo de inicias J.L. de 19 anos, atacaram o local, ele subiu no telhado da casa, retirou algumas telhas que da acesso a cozinha, porém, viu que a cozinha não dava acesso ao local onde estavam as armas, então, ele retirou algumas telhas de um dos quartos, já na parte de dentro, retirou o ar condicionado da parede e passou as espingardas pelo buraco do ar, em seguida, colocaram o ar condicionado de volta e foram embora, escondendo as armas na mata.

Os suspeitos, após confessarem o crime, mostraram aos policiais o local onde estavam as armas, cerca de uns 3Km de onde estavam roçando, sendo um revólver Cal 22, um carregador de espingarda (sem munição), porém, as duas espingardas, sendo uma de Cal. 22 de dez tiros e uma de pressão, Cal 5.5. com duas latas de chumbos, estavam escondidas no pé da serra, já distantes de suas residências.

Diante da situação os suspeitos e as armas apreendidas foram encaminhados até a 1DP para as devidas providências.

 

Fonte JornalOeste