A Sicart Consultoria, Geotecnologia e Soluções em TI, empresa com sede em Pontes e Lacerda (MT) desenvolveu e já está sendo implantado em municípios do Brasil o projeto que inova e moderniza a gestão de cemitérios com uma ferramenta onde, de forma simples, torna eficiente e ágil o trabalho do Poder Público e para que a população obtenha informações sobre localização de falecidos.

Localizar túmulos e jazigos é a principal dificuldade das pessoas ao visitarem um cemitério. Esse problema, no entanto, pode se transformar em coisa do passado.

Como é a maioria dos cemitérios

Atualmente, a maioria dos cemitérios municipais sofre da falta de organização e da identificação de lotes e sepulturas. Além disso a falta de gestão tem como consequência o descontrole e até mesmo a impossibilidade de localização de corpos sepultados devido a desatualização dos registros. Outro problema é a comercialização ilegal de túmulos.

Alta Tecnologia para diagnóstico

Para a revitalização, a primeira medida é o processo de levantamento de dados, fazendo um diagnóstico após a coleta de dados utilizando equipamentos de alta precisão e dados cadastrais do Poder Público.

São identificadas, nesse momento do processo, a real situação do cemitério tais como:

– Tamanho dos túmulos;

– Localização, independente de regular ou não;

– Identificação através de aerofotogametria;

– Coordenadas georreferenciadas;

– Ocupante da sepultura.

Mudanças profundas e entrada no mundo digital

O passo seguinte é o mapeamento dos túmulos organizando-os em quadras e lotes e identificando cada sepultura. Além dessa parte física, o recadastramento dos falecidos é feito através dos dados existentes na Prefeitura e de outras informações disponíveis.

Segundo o diretor Carlos Dobes “reorganizado, o cemitério passa a ter um sistema digital de gestão com um gerenciador de banco de dados que propicia agilidade, controle e administração dos novos sepultamentos”.

“E a sociedade passará a ter informações precisas da localização de sepultados, quem é o familiar responsável, acesso ao atestado de óbito e até mesmo a funerária responsável, tudo via internet, através de software público”, concluiu.

Todos ganham com a modernidade

Dobes ainda destacou que “a modernização e informatização resultará em grandes benefícios para a sociedade – que terá acesso on line das informações dos falecidos sepultados –  e para o Poder Público, já que a gestão desburocratizada terá controle efetivo das ações e terá à disposição ferramentas de gestão do Cemitério”.

E a racionalização e planejamento acabam provocando o aumento da vida útil do cemitério.

Cemitério de Aracaju (SE)

Um grande exemplo é o Cemitério de Aracaju (SE), com sistema já implantado e em pleno funcionamento.

Paulo Suzart, Coordenador de Cemitérios, Lavanderias e Sanitários Públicos diz que, “com implantação do Sistema SICART, módulo cemitérios, possibilitou um melhor desempenho na gestão do cemitério São João Batista, que é público e utiliza de gavetas rotativas”.

Ressaltou ainda que “com essas funções otimizamos o tempo de trabalho, definimos de forma organizada o fluxo de trabalho, proporcionando um ambiente mais favorável aos nossos colaboradores”.