Os pais do adolescente Fábio Macedo Júnior, 15 anos, contestam os resultados dos exames que apontaria a causa da morte do jovem. O aluno do IFMT de Pontes e Lacerda faleceu no último dia 17 e até agora os exames não esclareceram o real motivo da fatalidade. A certidão de óbito atesta que a causa foi Meningococcemia, uma infecção generalizada no organismo.

Iris Vania Gamero e Fábio Macedo, pais do adolescente, garantem que não há mais nenhuma forma de saber o motivo da morte do filho, já que não serão feitos novos exames. A mãe disse que as circunstâncias que os fatos ocorreram, parece que os órgãos da saúde estão tentando esconder a verdade sobre a morte do garoto.

Ela explica que teve acesso ao único exame que foi feito no adolescente e que aponta resultado negativo para Meningite. Porém, segundo os pais, o material coletado do jovem não foi suficiente para realizar outros tipos de exames como Hantavírus, Dengue, Chikungunya e Zika.

Iris e Fábio também contestaram a informação de que haveria novos exames, já que o material, de acordo com o próprio Laboratório Central de Saúde Pública de Mato Grosso (Lacen-MT), é insuficiente até mesmo para os exames que foram pedidos. “O resultado está aqui. Não vai fazer mais nenhum tipo de exame. Não tem material e nem tinha. Nós questionamos o Hospital: Tem mais algum exame pra fazer? E eles falaram que não tem mais.”

A orientação, para saber o real motivo da morte, foi para que os pais fizessem a exumação do corpo de filho.  “A gente sabe que é a bactéria.  Mas ainda não vamos fazer isso.”

Eles aproveitaram para fazer um alerta para a população. “Para vocês que passam por algum tipo de doença e procuram os médicos aqui de Pontes e Lacerda, tomem cuidado. Para eles tudo é muito simples e não precisa de investigação. Tudo é apenas uma virose.” Finalizou a mãe do garoto.