Após o Governo do Estado divulgar a desclassificação da empresa VL Moretto e Cia Ltda, começa uma nova fase no processo de asfaltamento da Estrada do Matão. A vencedora do certame foi a empreiteira Rancho Fundo Terraplanagem e Pavimentação Ltda que aguarda tão somentr a Ordem de Serviço para o início  das obras.

Com a publicação no Diário Oficial do Estado, a Secretaria de Infraestrutura e Logística (Sinfra) precisa cientificar as empresas e o Governo da decisão da Comissão Permanente de Licitação para as próximas etapas.

A partir de agora começam os trâmites internos da Sinfra para a assinatura do contrato e posteriormente a emissão da Ordem de Serviço para a execução da obra que deveria ter sido emitida no início de julho, porém o recurso impetrado pela VL Moretto atrasou o processo.

A Ordem de Serviço para a pavimentação asfáltica dos 7,29 km (sete quilômetros e duzentos e noventa metros) deve ter sua emissão já nos próximos dias e pode sair ainda durante a Expoeste.

De acordo com o certame licitatório, a obra tem um prazo previsto de 8 meses para a conclusão. Porém, com o atraso resultante dos recursos no processo, o tempo chuvoso se aproxima e o período para a pavimentação pode ser prejudicado.

Além desse processo de 7,29 km, outro trecho da Estrada do Matão segue com pavimentação paralisada. Os primeiros 600 metros da rodovia, a partir do cruzamento com a BR 174-B, também é de responsabilidade da empresa Rancho Fundo e está com serviços interrompidos por falta de pagamento do Poder Público.

A Empreiteira não recebeu nem o que já gastou para fazer o serviço de terraplanagem. O trecho ficou pronto receber a base para o asfalto diluído, porém com a paralisação das obras e o longo tempo decorrido, grande parte do serviço terá que ser refeito.

O recurso para a pavimentação deste trecho é  de origem federal e também  estadual,  sendo a Prefeitura de Pontes e Lacerda a responsável pela execução da obra.

Como os recursos do trecho maior já está no orçamento  a expectativa é de que o Governo do Estado, através da Sinfra, consiga concluir a obra até meados do ano que vem.