No início da tarde desta terça-feira (01.08), primeiro dia de fechamento da Santa Casa, pacientes já começaram a ser removidos por falta de profissionais médicos especializados para atendimento.

Pelas informações, os dois pacientes tiveram complicações no quadro clínico e precisaram de atendimento de médicos especialistas. Na Santa Casa, esses profissionais atuavam no atendimento público por meio do convênio com o Governo do Estado que foi interrompido em virtude da diminuição em 60% no valor do repasse.

Duas equipes da Secretaria de Saúde municipal fizeram a transferência dos pacientes para Cáceres. Um deles, em estado de saúde mais grave, precisou ser removido na Unidade de Terapia Intensiva Móvel.