Um homem foragido da Justiça de Rondônia, com dois mandados de prisão em aberto, foi preso pela Polícia Judiciária Civil, no município de Pontes e Lacerda, na terça-feira (11.07), durante investigação de combate a exploração do garimpo ilegal na região da Serra do Caldeirão.

O suspeito, de 33 anos, foi autuado em flagrante pelo crime de uso de documento falso. Ele também é investigado por integrar uma quadrilha desarticulada, que atuava em estelionatos ocorridos na fronteira.

O suspeito foi descoberto durante diligências, que apuravam informações de que um homem, conhecido por “Grande”, estaria desde o início da ocupação da Serra do Caldeirão, liderando um grupo de garimpeiros armados vindo do Estado de Rondônia.

Conforme investigação, os envolvidos têm participação direta nos confrontos com as forças de segurança pública do município ocorridos no local . Essa pessoa intitulada por “Grande”, seria o autor dos disparos de arma de fogo contra as viaturas policiais.

Os investigadores montaram vigilância nas proximidades de imóvel, onde supostamente o suspeito estaria morando, quando conseguiram avistar o momento que o morador, na companhia de uma mulher e de uma criança, saíram da casa em um veículo Gol verde.

Os policiais acompanharam o automóvel, que foi parado alguns quarteirões à frente. Na abordagem, o condutor do carro entregou uma identidade com nome de Fábio, porém, o documento apresentava indícios de falsificação.

Diante das suspeitas, o motorista foi conduzido até a Delegacia de Polícia de Pontes e Lacerda para averiguações. Depois de colhida a impressão digital do detido foi constatada que era diferente da impressão do documento apresentado.

Os policiais mantiveram  contato com a Polícia Civil de Rondônia e na troca de informações ficou apurado que a impressão digital do RG entregue pelo suspeito, pertence a uma mulher que já foi investigada em Pontes e Lacerda por fazer parte de um grupo de estelionatários.

Após o flagrante, os investigadores realizaram buscas na residência do suspeito onde foram apreendidos outros documentos em nome de Fábio, pessoa que o suspeito disse não conhecer.

Em ato contínuo, os policiais confirmaram que a pessoa conhecida por “Grande” estava usando documento falso em nome de Fábio.

No sistema nacional de mandados de prisão, os policiais localizaram duas ordens de prisão, em abertas, pelos crimes de roubo e estupro ocorridos em Rondônia.

.

.

Fonte: Assessoria | PJC-MT