Mato Grosso vive o quarto dia de protestos de caminhoneiros , com isso cerca de  90% dos postos do estado estão sem combustíveis (gasolina, diesel e etanol).

Em Pontes e Lacerda na manhã de hoje dezenas de motoristas procuram os postos de combustíveis para abastecerem carros e motos, para não ficarem sem combustíveis pelos próximos dias até o Governo Federal resolver o problema que atinge diretamente os caminhoneiros, aumento no valor do combustível.

Empresários e fazendeiros estão apoiando os caminhoneiros e com frequência levam mantimentos para os manifestantes na Br 174, saída para Cáceres. Eles estão de forma pacifica e não estão atrapalhando o direito de ir e vir, pois veículos como carros, ônibus, ambulância, veículos com carga vivas e motocicletas estão sendo liberados para seguirem viajem.

O inspetor Antonio da Policia Rodoviária Federal de Pontes e Lacerda afirma que esta acompanhando os manifestantes, “Eles estão sendo pacíficos e nossa equipe esteve no local para acompanha-los, e percebemos que não estão fazendo bagunça e de forma responsável estão atingindo os seus objetivos, que é chamar atenção do Governo Federal, esperamos que continue assim até o final do manifesto”, Destacou o Inspetor.

Quem também aderiu ao manifesto foi a Associação Comercial e Empresarial de Pontes e Lacerda. O empresário e atual presidente da ACPEL Eridson Vieira, destaca que o apoio é importante para mostrar a força do Brasileiro, “O povo se unindo vence qualquer batalha, os caminhoneiros precisam de apoio porque são os responsáveis pelo o progresso do Brasil, e não deixa faltar o alimento na nossa mesa. Somos o país com o combustível mais caro, e agora o Governo Federal esta vendo que tem que respeitar os caminhoneiros”, Enfatizou.

O Sindicato Rural também aderiu ao manifesto está dando todo apoio aos caminhoneiros, “Os caminhoneiros merecem todo o apoio possível para vencer essa batalha, estamos cansado de tantas taxas de impostos, e o valor do combustível esta sendo um assalto ao motorista, o sindicato rural vai apoiar até o final, e quem poder levar mantimento para os caminhoneiros pode levar, eles vão ficar o tempo que for necessário para vencer essa luta, que é de todos nós”, Ressaltou Nilmar Miotto.

Segundo informações os postos de combustíveis de Pontes e Lacerda conseguirá abastecer a cidade somente nesta quinta-feira. Durante o manifesto na Br174, nenhum fato que abonasse os caminhoneiros foi registrado, e no local não esta sendo ingerida bebida alcoólica.