A Eliana Matsuda coordenadora do projeto de enfrentamento ao coronavírus realizado pelos empresários de Pontes e Lacerda através do hospital Vale do Guaporé, se pronunciou sobre um vídeo que foi divulgado nas redes sociais. Uma paciente alega que uma cápsula do remédio disponibilizado estava vazio.

Na tarde desta quinta-feira (23/07), uma internauta divulgou através de uma rede social um vídeo sobre uma cápsula vazia do remédio disponibilizado pelo projeto. Segundo a denunciante, que não se identificou, ela por curiosidade abriu a cápsula e não encontrou nada dentro.

A coordenadora do projeto ao ser questionada sobre a situação, informou que as providências já estão sendo tomadas. “Nós enviamos este vídeo para a farmácia onde compramos os medicamento.  Será realizado os procedimentos cabíveis e uma nota será emitida sobre o caso”, relatou a coordenadora do projeto, Eliana Marchioreto Matsuda.