As vendas do comércio varejista subiram 1,8% em abril, na comparação com março, quando houve queda de 1,1%. A alta foi a maior para o mês desde 2000 e com esse resultado, o varejo ficou 0,9% acima do patamar pré-pandemia.

A Pesquisa Mensal do Comércio, divulgada nesta terça-feira (8) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostra que o resultado positivo de abril atingiu sete das oito atividades investigadas. A maior alta, de 24,8%, veio das vendas de móveis e eletrodomésticos.

O setor de Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo foi o único a registrar queda nas vendas em abril, frente ao mês anterior. O recuo de 1,7% fez com que o índice geral não fosse maior, já que o setor representa quase metade, 49,2%, do volume de vendas pesquisado.

O resultado de abril mostra que o consumo das famílias tem se concentrado em momentos específicos do ano. Na avaliação do gerente da pesquisa, Cristiano Santos, as semanas de promoções no calendário do comércio estão perdendo força por causa das compras digitais.

Na comparação com abril do ano passado, o volume de vendas no varejo cresceu 23,8%. O setor acumula crescimento de 4,7% no ano e de 3,6% nos últimos 12 meses.

 

Agência Brasil