Sunday, Mar. 24, 2019

Carregando ...

Idosa de 80 anos com hemorragia demora ser atendida na Santa Casa e vira caso de polícia

Escrito por:

|

16 de fevereiro de 2018 às

22:32

|

Postado em:

Idosa de 80 anos com hemorragia demora ser atendida na Santa Casa e vira caso de polícia

Uma idosa que necessitava de atendimento urgente foi levada na noite desta seta-feira (16/02) até à Santa Casa e se viu obrigada a aguardar cerca de duas horas para receber atenção médica, que só foi possível após revolta dos familiares e a chegada da polícia, que foi chamada por funcionários.

Entenda o caso

Segundo informações, por volta das 19:30 hs a senhora de 80 anos chegou ao Hospital necessitando de uma transfusão de sangue com urgência e teve de aguardar o atendimento e toda a tramitação burocrática do hospital. Desesperado e cansado de esperar e ver o sofrimento da mãe, o filho reclamou da demora do atendimento e começou a registrar com o celular a movimentação no hospital. Ao invés de acelerar os procedimentos para atender a anciã uma das funcionárias preferiu chamar a policia para que o homem parasse de filmar e apagasse as imagens que tinha feito. Bastante nervoso, o homem se negou a deletar o vídeo.

Logo que foi acionada, a guarnição da Polícia Militar chegou ao Hospital e atendeu a ocorrência. Ao analisarem o cenário, os policiais optaram pelo encaminhamento do caso para a Delegacia, onde compareceram servidoras do Hospital, o diretor Mauro Ramos e  o acusado, acompanhados de advogados. 

A idosa só foi atendida depois de o caso se tornar uma confusão. De acordo com o filho, ela havia feito exames em Cáceres e enquanto retornava da viagem teve um agravo no quadro clínico, tendo sofrido uma forte cólica renal com hemorragia e precisava do atendimento emergencial. Por estar mais próximo de Pontes e Lacerda, ele preferiu trazer a mãe para a Santa Casa. 

Segundo um cidadão que acompanhou o caso, “toda a situação foi criada pela impaciência do filho da idosa que não suportou a demora no atendimento do hospital, temendo pela vida da mãe e percebendo  a insensibilidade dos funcionários do atendimento, que deviam estar preparados para lidar com situações de emergência e com o relacionamento com os familiares que estão acompanhando”.

Procedimentos legais

A Polícia Civil lavrou Boletim de Ocorrência onde relatou a versão das partes. Segundo conseguimos apurar, o filho da idosa foi indiciado por desacato a um policial e teve o aparelho celular apreendido.  Ele foi detido e a seguir liberado. Nâo conseguimos a informação se foi através de fiança arbitrada pela autoridade policial.

Print Friendly, PDF & Email

Artigos relacionados

Associação Comercial e Sindicato Rural se reúnem para preparar divulgação de Pontes e Lacerda em Lucas do Rio Verde
Associação Comercial vai ingressar com mandado de segurança coletivo contra cobrança da TACIN
Motociclista na contramão e suspeito de estar embriagado bate em caminhão na Av. Marechal Rondon

Deixe um comentário sobre isso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*