As vendas de Natal do ano passado animaram a maioria do comerciantes de Pontes e Lacerda. O índice de crescimento no faturamento de 18,08% em relação a 2016 e o nível positivo de empregos durante 2017 comprovaram que a economia voltou a crescer.

Outros indicadores e projeções sinalizam na mesma direção. Um dos medidores da economia é a relação entre a quantidade de inclusões de consumidores nos cadastros restritivos de créditos  e as baixas, que representam o crescimento ou a redução de inadimplência.

Em Pontes e Lacerda, de acordo com dados da Associação Comercial- ACEPL- as baixas de restrições em 2017 foram superiores às negativações em 5,67%. Em 2016 esse percentual foi de 1,11%. Esses números demonstram que o índice da quantidade de inadimplentes caiu mais do que a inflação, que foi de 2,95%. De forma geral dá para se concluir, com esses dados, que em 2017 teve mais consumidor pagando suas contas atrasadas do que em 2016.

A projeção agora é quanto ao nível de emprego no município. Neste início de ano, com a abertura de cerca de seiscentas vagas pelo Frigorífico Marfrig, certamente Pontes e Lacerda será destaque estadual no quadro de contratação de mão-de-obra.