Os Secretários de Saúde que compreendem os dez municípios da região e que utilizam os serviços hospitalares da Santa Casa decidiram em reunião realizada na sede do Escritório Regional de Saúde nesta quarta-feira (19.07), manter a redução do valor determinado pelo Governo estadual repassado mensalmente para o Hospital.

Com a redução de aproximadamente 60%, o Hospital passa a receber 320 mil reais. Antes o repasse era de 792 mil. O valor é suficiente apenas para o pagamento dos médicos.

Dos dez secretários que participaram da reunião, apenas dois votaram para que o Governo revogue a portaria que determinou a redução e voltar a pagar 792 mil.

Pelas informações, atualmente o Consórcio tem aproximadamente 800 mil reais em caixa, mas os Secretários não aceitaram nem disponibilizar esse valor para socorrer a Santa Casa. Ele será utilizado para bancar cirurgia vascular e de catarata.

Tentando mudar a visão do que os Secretários decidiram contra o Hospital, eles encaminharam uma carta ao Ministério Público solicitando ajuda e informando os sérios problemas que serão enfrentados pela população caso a Santa Casa receba apenas os 320 mil reais.

O Escritório Regional de Saúde informará a decisão dos secretários que compreendem o Conselho Intergestor Regional (CIR) aos prefeitos da região e a Secretaria Estadual de Saúde.