Prefeitura de Pontes e Lacerda manda supermercados atenderem com senhas

Jaconias Neto

19 de maio de 2020

Prefeitura de Pontes e Lacerda manda supermercados atenderem com senhas
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Anúncio NOTICIAS

O prefeito Alcino Barcellos expediu o Decreto nº 111, desta data (19/05) aumentando as restrições para o atendimento nos supermercados, mercearias, padarias e afins aumentando a dificuldade de compra dos clientes. No dispositivo legal há recomendações que já são observadas pelos estabelecimentos desde o início da pandemia.

Dentre as medidas restritivas estão:

  • controlar a entrada de clientes, mediante disponibilização de senha, na medida que não ultrapasse 01 (uma) pessoa a cada 20 (vinte) metros quadrados;
  • exigir que se mantenha no local apenas um membro por família em compra, de forma a restringir a quantidade de pessoas e proporcionar que outro cliente possa receber senha para entrada;
  • devem ser realizadas marcações no piso/calçada, de modo que as pessoas fiquem cientes da obrigatoriedade de manter distância de 1,5 (um metro e meio) umas das outras;
  • É obrigatório manter a informação do quantitativo de clientes afixado na parte externa do estabelecimento, tanto para conscientização como para fiscalização do cumprimento do que foi determinado neste Decreto.

As demais imposições são relativas à assepsia e ao uso de máscaras pelos colaboradores e clientes.

O que acham os donos de supermercados

Os proprietários de supermercados estão analisando as restrições determinadas pelo Executivo Municipal e ainda não tem uma opinião formada sobre a eficácia das medidas e as consequências que elas trarão.

Há consenso, no entanto, que as decisões tomadas pelo Prefeito são unilaterais, sem qualquer consulta ou aviso prévio aos empresários, o que impede que as adequações sejam realizadas tempestivamente.

Igual na Caixa Econômica

Sobre as novas regras, um comerciante foi bastante enfático ao dizer que “as restrições de acesso ao interior do estabelecimento, geração de filas e aglomeração aumentam o risco de contaminação. Basta lembrar o que acontece na frente da Caixa Econômica. Vai acontecer a mesma coisa nos supermercados. Se não houver corrida às compras”.

Medidas dependem da Prefeitura e tempo para implementação

Várias ações dependem de prazo para implementação inclusive do Poder Público, como a visita técnica do Setor de Engenharia em cada estabelecimento para definir a quantidade máxima de clientes em compras. É notória a incapacidade dos servidores para a realização das vistorias, pela premência de tempo.

Por parte dos comerciantes, há necessidade de confecções de senhas, treinamento dos colaboradores  e marcações nas calçadas para que os clientes se mantenham distantes, pelo menos 1,5 metros uns dos outros.

Inexplicavelmente, o decreto tem vigência imediata.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Este site é mantido e atualizado pela empresa Sistema Lacerda de Comunicação Ltda, vinculada à Rede Centro Oeste de Comunicação. Estamos sempre em constante evolução para entregar o melhor aos nossos anunciantes e telespectadores.

Contatos

  • Rua Rio Grande do Sul, 332
    Centro, Pontes e Lacerda - MT

  • (65) 3266-2859

  • contato@tvcentrooeste.com.br

  • Área Restrita

TV Centro Oeste © 2020. Todos os direitos reservados