Uma quadrilha foi desarticulada após investigação do núcleo de inteligência e delegacia de Polícia de Pontes e Lacerda. O grupo composto por três homens e uma mulher tentava aplicar golpes na cidade utilizando documentos falsos.

Tudo começou quando os policiais receberam a informação de um morador de Alta Floresta (MT) que alguém estaria tentando usar seus documentos para conseguir um empréstimo consignado através de uma empresa de créditos sediada em Pontes e Lacerda.

Pelas informações, um homem foi até a empresa para contratar o empréstimo, mas o esquema foi descoberto, o empréstimo negado e um boletim de ocorrências registrado.

A partir daí, policiais civis realizaram investigaram e identificaram o homem que havia tentado o golpe e mais três pessoas que faziam parte da quadrilha. No total, três homens e uma mulher.

Os quatros foram presos em flagrante pelos crimes de associação criminosa, estelionato, uso de documento falso, posse de uma espingarda calibre 12 e diversas munições do mesmo calibre.

Com o bando, os policiais localizaram 01 espingarda calibre 12, 45 munições do mesmo calibre, documentos falsos, contratos bancários de financiamento e uma Hillux.

A mulher e um dos homens presos são os principais responsáveis por serrar uma torre de energia elétrica na zona rural do município de Pontes e Lacerda. O fato ocorreu no mês de Janeiro após uma desocupação da área de garimpo conhecida como Serra do Caldeirão. O caso começou a ser investigado pela PJC, mas hoje está sob jurisdição da Polícia Federal.