Atendendo denúncia do vereador Maxsuel Guimarães, o Promotor Público Dr. Paulo Alexandre Colucci instaurou o Inquérito Civil 035/2018 (SIMP 001971-016/2018), no dia 03 de agosto deste ano, onde questiona as razões de ainda não estar funcionando o ESF do Residencial Glória, sobrecarregando  a unidade de saúde do Bairro São José.

O inquérito relata que as instalações do ESF do Residencial Glória foram inauguradas ainda no mandato anterior e que, segundo o prefeito Alcino Barcellos, não há previsão de quando ira funcionar.

A reclamação do vereador Maxsuel e que o levou ao Ministério Público foi de que o atual prefeito, indagado oficialmente sobre o assunto, ofereceu “informações genéricas, deixando de apontar qualquer previsão sobre a abertura da unidade de saúde, bem como informando que iriam ser realizados estudos de cobertura e impacto financeiro”.

O prefeito de Pontes e Lacerda foi cientificado do inquérito promovido pelo Ministério Público  para que informe, no prazo de quinze dias, o atual andamento do estudo de demarcação da área a ser coberta pelo ESF e do impacto financeiro que será gerado pela necessidade de disponibilizar profissionais da saúde que atuarão naquela unidade.

O Promotor quer saber também, de forma objetiva, a data prevista para a inauguração, com todos os recursos materiais e humanos necessários, até agora não divulgado pelo atual prefeito.