O governo de Mato Grosso deverá instituir a campanha “Dezembro Vermelho”. Objetivo é alertar estudantes sobre os riscos de contaminação da Aids/HIV – Síndrome de Insuficiência Imunológica Adquirida, que ataca as células responsáveis pela defesa do organismo, deixando a pessoa mais vulnerável a doenças oportunistas. Para entrar em vigor, o  Projeto de Lei 370/17  será avaliado pela Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa, antes da votação em Plenário.

De autoria do presidente da ALMT, deputado Eduardo Botelho (PSB), a proposta deverá ser consolidada através das secretarias de Estado de Saúde e de Educação, com campanhas que esclareçam os adolescentes, sobre as formas de transmissão, detecção e tratamento, necessitando de ampla divulgação em toda a rede pública de ensino.

“Dezembro Vermelho nas Escolas é uma proposta que está alicerçada nos artigos 196 e 197 da Constituição Federal, que dispõe sobre os direitos do cidadão à saúde, sendo dever do Estado, garantir políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doenças. Dessa forma, cabe ao poder público dispor sobre a regulamentação, fiscalização e controle dessa campanha”, defende Botelho.

Alerta sobre a importância do projeto, que poderá ajudar, inclusive, possíveis casos entre alunos ou familiares, conduzindo para o tratamento, que deverá contar também com parcerias entre hospitais e outros segmentos da sociedade.

 Fonte: Itimara Figueiredo| AL-MT