A população de Pontes e Lacerda não recebe um serviço de qualidade na saúde. A qualidade do ensino oferecido pelo Município e pelo Estado é muito abaixo do que o aluno necessita ou tem direito. A segurança pública não consegue ser proativa por falta de estrutura e contingente. Como se vê, na área de serviços o Poder Público tem sido deficiente.

Os dois momentos no ano em que a sociedade menos favorecida pode esquecer as vicissitudes é torcendo pelo time do coração e brincando o carnaval. Infelizmente, a postura religiosa e o pensamento político discriminatório dos governantes tem tirado essa possibilidade daqueles que transformaram esta terra no país do carnaval.

Mais uma vez, com a ausência do financiamento ou patrocínio público a maioria da população ficará sem participar das folias de Momo.  Em Pontes e Lacerda, como nos anos anteriores, só quem tem dinheiro vai brincar o carnaval.

A que ponto relegaram a população. Não tem direito nem ao lazer!

Quem quer manter a tradição e a cultura da folia, vá para Vila Bela! Lá tem até carnaval de rua, com incentivo da Prefeitura.