A Polícia Judiciária Civil de Mirassol D’Oeste (300 km a Oeste) abriu investigação para apurar suspeitas de irregularidades na realização de concurso público, realizado no último domingo (22.04), pela administração pública do município. Cerca de 9 mil pessoas, de várias localidades estavam inscritas no concurso público para provimento de diversos cargos na administração municipal.

A investigação foi aberta após grande número de candidatos registrarem boletins de ocorrência. De acordo com as denúncias, em alguns locais em que eram realizados o certame, os envelopes contendo provas e cartões de resposta estavam violados ou não lacrados. Em alguns registros, os comunicantes narram terem ouvido celulares tocando durante a realização das provas.

Diante das denúncias, o delegado Gutemberg de Lucena Almeida instaurou inquérito policial para apuração de eventual crime de fraude em certame de interesse público, previsto no artigo 311-A, do Código Penal. Nos próximos dias serão intimados para prestar esclarecimentos candidatos, fiscais, servidores, agentes públicos e funcionários da empresa organizadora do concurso.

“A investigação se faz necessária para apurar condutas e eventuais responsabilidades penais de servidores, agentes públicos ou funcionários responsáveis pela organização do concurso”, disse o delegado.

Fonte/Assessoria | PJC-MT