Uma ação da Polícia Civil, desencadeada pela Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), levou a prisão de cinco traficantes que estavam em uma residência utilizada como ponto de distribuição de drogas em Várzea Grande. Segundo as investigações da DRE, a casa era usada como ponto de apoio para traficantes que vinham do interior do Estado para buscar drogas na grande Cuiabá.

Segundo as investigações, M. F. da Silva, 21, C. C. R., 18, C. da C. R., são traficantes que vieram do interior do Estado para buscar drogas na região metropolitana. L. G. R., 25, é o proprietário da residência alvo da investigação e J. P. da C. V., identificado como o motorista de aplicativo que dava apoio aos criminosos.

Todos os suspeitos foram atuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

O trabalho teve início na terça-feira (21/05) quando a equipe de investigadores da DRE recebeu informações de que o traficante, “Cleytinho”, chegaria da cidade de Pontes e Lacerda, com a finalidade de adquirir drogas em Várzea Grande, que seriam comercializadas no município de origem do suspeito.

Segundo as informações, a entrega do entorpecente aconteceria na residência, no bairro Jardim Imperial em Várzea Grande, que já era investigada pela DRE como ponto de apoio para traficantes vindos do interior do Estado. Diante dos levantamentos, os investigadores realizaram monitoramento do endereço, onde verificaram a grande movimentação de suspeitos que entravam e saíam da residência.

Durante o monitoramento, os policiais flagraram o momento em que o motorista de aplicativo Uber, J. P., chegou a residência com veículo Renault Sandeiro para buscar “Cleytinho”. Os suspeitos foram seguidos até a Rodoviária de Várzea Grande, onde foi realizada a abordagem. Na mochila de “Cleytinho”, os policiais apreenderam três peças grandes de maconha que embarcariam com ele para Pontes e Lacerda.

Os policiais aguardaram a chegada do ônibus, momento em que realizaram a abordagem do traficante M., que havia embarcado na Rodoviária de Cuiabá e seguia destino a cidade de Comodoro. Com o suspeito, foi encontrado uma sacola com uma peça grande de maconha e uma porção da mesma droga.

Em continuidade as diligências, os policiais retornaram a residência alvo da investigação, onde realizaram a prisão de L. (identificado como proprietário da casa) e de C, flagrada com várias porções pequenas de maconha dentro da bolsa. Questionada, a suspeita disse que veio de Lucas do Rio Verde para fazer uma visita ao traficante. Outros dois suspeitos que estavam na casa fugiram no momento em que a Polícia chegou.

Segundo o delegado da DRE, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, a casa, alvo da investigação é utilizada como ponto de suporte e distribuição de drogas, para traficantes do interior do Estado.

“É uma ação muito importante porque a casa monitorada em Várzea Grande, inclusive com apoio da Delegacia Regional de Pontes e Lacerda, servia como um ponto de distribuição e apoio para traficantes de interior do Estado, que ficavam no endereço, onde tomavam banho, tinha alimentação, buscavam o entorpecente, para posteriormente retornar para suas cidades”, disse o delegado.

Fonte: Assessoria PJC