Policiais Civis da Delegacia de Pontes e Lacerda devem iniciar em breve uma busca pelo corpo da jovem Paula Andressa, que está desaparecida desde o dia 03 de Janeiro. O local da procura, será na Serra do Caldeirão localizada a 30 km do município.

A ação será realizada após uma denúncia anônima, recebida pela delegacia, em que uma pessoa relata ter um corpo enterrado naquela região. Não há a certeza de que seja o corpo de Paula. Porém, a operação será direcionada com intuito de confirmar a veracidade da informação.

Segundo, Gilson Silveira, delegado responsável pelo caso, as buscas dependem de apoio vindo da capital através de cães farejadores, já treinados para rastrearem qualquer vestígio incomum. A ação deve acontecer em breve.

Entenda o caso

Familiares de uma jovem paranaense estão em Pontes e Lacerda em busca de notícias. A mulher que residia na cidade cerca de um ano sumiu há uma semana. A casa foi encontrada aberta e com luzes acesas.

A residência de Paula Andressa fica no Residencial Vera, em Pontes e Lacerda. Além das luzes acesas, a tia e o pai da jovem localizaram o portão apenas encostado e as duas bolsas que ela utilizava no dia-a-dia. Dentro de uma delas tinha documentação, remédios que ela utilizava para tratamento de depressão e labirintite e uma quantia em dinheiro.

O Jornal Centro Oeste, do SBT de Pontes e Lacerda, divulgou na última segunda-feira (09), com exclusividade, o desaparecimento da jovem mostrando, inclusive, fotos enviadas pela família.

O último contato que a família teve com Paula foi na terça-feira passada, dia 03,  quando ela afirmou que hoje venceria o aluguel da casa onde mora e iria decidir se continuava em Pontes e Lacerda ou se ia embora.

Paula Andressa saiu do Paraná para montar uma funerária no município de Novo Progresso (PA) e comunicou a família que vinha para Pontes e Lacerda tentar a sorte em um garimpo em Conquista D’Oeste.

Na tarde desta terça (10) a Polícia Civil fez buscas na casa de Andressa para tentar encontrar alguma pista sobre o paradeiro da jovem. As investigações continuam.