A Secretaria Estadual de Saúde cortou recursos destinados a Pontes e Lacerda para serem utilizados nos Postos de Saúde e na área bucal pela simples razão de que o município, embora tenha material disponível, não fez o atendimento para a população, conforme contratualizado.

É a primeira vez que essa medida é adotada pelo governo do Estado e mostra como a gestão da saúde está sendo conduzida no município. Geralmente o atendimento precário à população é decorrente da falta de material ou medicamentos, quando se alega falta de recursos públicos para aquisição.

Agora a situação é diferente. Tem material e, por falta de ação do governo Alcino Barcellos, os recursos destinados aos Postos de Saúde e para a saúde bucal foram devolvidos ao governo estadual. Com certeza serão utilizados em outro município.

A denúncia foi feita pelo vereador Ivanildo Amaral. “Tudo isso se deve a máxima e exímia capacidade de administração que o prefeito tem. Trata a coisa pública como brincadeira”, alfinetou.

Não se sabe se os demais parlamentares – principalmente os membros da Comissão de Saúde – vão tomar alguma medida diante do que foi divulgado, já que o prejuízo à população de Pontes e Lacerda restou comprovado.