A Secretaria Estadual de Saúde iniciou nesta terça-feira (19.01) a entrega dos imunizantes contra o novo coronavírus. Conforme o Plano Estadual de Operacionalização da Vacinação contra Covid-19 em Mato Grosso, o composto está sendo enviado via transporte aéreo e terrestre aos 16 polos regionais do Estado.

O Estado recebeu do Ministério da Saúde, nesta primeira fase, 126.160 doses da vacina, que irá contemplar 60.074 pessoas, com duas doses. O envio dos imunizantes aos polos regionais conta com o apoio da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), das Polícias Federal e Rodoviária Federal e do Ministério da Defesa.

“Esse é um momento importante para toda a população mato-grossense por isso estamos em uma força tarefa para assegurar a entrega ágil desses imunizantes, tendo em vista que sempre fizemos envio de vacinas por meio de transporte rodoviário, no entanto, para essa vacina, em especialmente, vamos fazer a maioria das rotas via área devido a necessidade de celeridade da imunização e com objetivo de garantir a segurança do transporte”, pontua o secretário Estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo.

Foram encaminhados por aeronaves do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) os imunizantes para as Regionais de Rondonópolis, Diamantino, Tangará da Serra, Pontes e Lacerda e Cáceres. Já a regional de Cuiabá recebeu a vacina via transporte terrestre.

Também vão receber a vacina via transporte aéreo as Regionais de Água Boa, Alta Floresta, Barra do Garças, Juína, Juara, Sinop, São Felix do Araguaia, Porto Alegre do Norte, Peixoto de Azevedo e Colniza.

São contempladas na primeira fase da vacinação, de acordo com o direcionamento do Ministério da Saúde, trabalhadores da saúde que atuam na linha de frente do combate ao coronavírus, pessoas idosas com 60 anos ou mais que vivem em asilos e/ou instituição psiquiátricas e povos indígenas vivendo em aldeais. Mato Grosso vai garantir as duas doses da vacina ao grupo prioritário compreendido nesta fase, sendo o prazo de 14 a 28 dias para a aplicação da segunda dose.

 

Fonte: SESP e SES MT