A Secretaria de Obras começou os serviços de preparação de algumas ruas para pavimentação e abandonou os serviços – deixando-as totalmente esburacadas e intransitáveis – para se dedicar ao asfaltamento de vias no bairro Santa Cruz que, segundo denúncias feitas a alguns vereadores, estão dentro de uma área onde deveria ser feito um loteamento, mas que o proprietário teria optado por vender lotes através de desmembramento.

A se confirmar a denúncia, está configurada duas situações irregulares: a primeira é a burla à Lei que determina que o loteamento seja implantado com toda a infraestrutura (água, energia, pavimentação). A segunda é a Prefeitura ter conhecimento do caso e mesmo assim gastar dinheiro público onde é de responsabilidade da iniciativa privada.

As ruas esburacadas estão disponíveis para os vereadores fiscalizarem. E o local onde a Prefeitura está trabalhando também.

Embora se saiba que o poder fiscalizador em Pontes e Lacerda é o Ministério Público.

A Câmara se resume a aprovar os projetos encaminhados pelo Prefeito. E a maioria dos vereadores a fazerem indicações.

Fiscalizar as ações do Poder Executivo? Nem pensar!