O prazo determinado pelo Ministério Público, para que a Secretaria de Educação aumente o número de vagas nas creches, terminou. Cerca de 600 alunos continuam sem estudar, tendo em vista que as obras das creches do Residencial gloria e do Jardim Adriana continuam paradas.

Segundo conseguimos apurar, após receber a notificação, a prefeitura não respondeu conforme o pedido da justiça. Com isso, o prefeito Alcino Barcelos pode responder criminalmente junto ao Ministério Público.

Nas redes sociais, os cidadãos têm se manifestado sobre o assunto e criticam até mesmo o poder legislativo. Uma das mensagens diz “até agora não vi nenhum vereador falar das vagas das creches nas sessões da câmara”.

No programa Visão Crítica exibido pela Tv Centro Oeste ontem (03/04), o vereador Maxsuel Guimarães falou que salas foram disponibilizadas na Escola Municipal Rosilei Francisca da Silva, após a UAB ser transferida para a escola do legislativo.