Thursday, Apr. 25, 2019

Carregando ...

Presidência da Câmara: Juninho, Sella e Pedro Vieira “tramam” com Alcino para “puxarem tapete” de Ivanildo Amaral

Escrito por:

|

29 de novembro de 2018 às

08:00

|

Postado em:

Presidência da Câmara: Juninho, Sella e Pedro Vieira “tramam” com Alcino para “puxarem tapete” de Ivanildo Amaral

Nesta quinta-feira pela manhã se encerra o prazo para inscrição de chapas para a eleição da mesa diretora da Câmara de Vereadores de Pontes e Lacerda.

A única chapa inscrita até agora, com assinatura de todos os membros e de apoiadores é a que apresenta o vereador Ivanildo Amaral como presidente.

Idealizada e orquestrada pelo vereador Maxsuel Guimarães, a chapa conta com a participação dos vereadores Antonio da Dengue, Márcia Ponte, Anderson Barbosa, Natalícia – além de Maxsuel e Ivanildo, logicamente, e está composta pela maioria dos parlamentares, garantindo assim a eleição (seis votos de onze).

Por detrás dos panos

Nos últimos dias, entretanto, a minoria tem se reunido sistematicamente no gabinete do presidente da Câmara. Juninho Cabeleireiro, Cleber Sella  e Pedro Vieira tem sido vistos juntos e assediando parlamentares da chapa de Ivanildo Amaral, tentando desestabilizá-la.

Sabe-se de fonte segura que por trás de toda essa ardilosa articulação está o prefeito de Pontes e Lacerda que aproveita as férias para interferir em tempo integral na eleição da nova mesa Diretora. Barcellos não quer Ivanildo e aposta em Juninho como presidente e está jogando tudo o que pode para “convencer” alguns vereadores a  “mudarem de lado”. Tem dito, inclusive em roda de conversas, de que tem uma única certeza quanto a mesa diretora: de que Ivanildo não será Presidente.

Quem é quem no jogo

Há informações de que Alcino está conduzindo o processo de desconstrução da chapa majoritária. Pedro Vieira, Sella e Juninho abandonaram a ideia de negociar com Antonio da Dengue, Anderson Barbosa e Maxsuel Guimarães pela firmeza de posição dos parlamentares.

Correndo contra o tempo, o trio minoritário usa tudo o que sabe de positivo sobre a vereadora Márcia Ponte e de negativo contra a vereadora Natalícia para “convencê-las” a abandonar o compromisso firmado com a chapa de Amaral.

Pedro Vieira joga em todas as frentes. Diz que apoia o companheiro de partido para a Presidência mas flerta perigosamente com Juninho e Cleber Sella, aceitando ser vice-presidente de qualquer um deles. Há informações de que este último aceitou abandonar a candidatura à presidência em troca de indicar o novo chefe do Detran.

Ninguém diz nada, ninguém viu nada

Todos os vereadores com quem conseguimos conversar são unânimes em afirmar que tudo está sob controle e que os parlamentares estão firmes nas posições tomadas. Nesse caso a chapa de Ivanildo tem assegurada a eleição no próximo dia quatorze de dezembro, às dez horas.

Quem conhece um pouco do jogo político, sabe que é inegável que esse silêncio “ensurdecedor” pode ter, de um lado a tranquilidade de um acordo firmado e que será cumprido, ou de outro – o do lado obscuro – o silêncio comprometedor de quem ainda pratica a política que o brasileiro abomina, e que se recusa a morrer.

É o Brasil novo contra o velho Brasil.

Print Friendly, PDF & Email

Artigos relacionados

Avião que pode fazer linha aérea de Pontes e Lacerda para Cuiabá vai estar no aeroporto hoje depois das 16 horas
Câmara aprova por unanimidade duas CPIs para investigar ações do Prefeito Alcino na área da saúde
UPA sem funcionar: Pontes e Lacerda aparece no cenário de Mato Grosso como símbolo de má gestão na saúde

(1) Reader Comment

  1. Anonimo
    29 de novembro de 2018 at 09:11

    Sr. Vieira, engraçado como em todos artigo seu você ataca o prefeito, e puxa saco do Ivanildo, pelo amor de Deus né.

Deixe um comentário sobre isso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*