O servidor público que atua – sem concurso –  na comissão de chefe de gabinete da atual administração nem bem assumiu e já dá mostras que não entende nada de etiqueta, civilidade e tratamento digno ao cidadão.

Há algumas semanas, o “educado” encontrou na recepção da Prefeitura o presidente do Sindicato dos Servidores Municipais. Após chamá-lo para uma conversa o Chefe de Gabinete começou a desacatar o representante do funcionalismo e – segundo informações – só não chegou à agressão física porque foi “lembrado” pela própria vítima que existiam câmaras de monitoramento gravando a cena. Chegaram na hora para o “deixa disso” o prefeito e o secretário de Administração. O vereador Maxsuel Guimarães também foi chamado para acompanhar a forma como são atendidos os cidadãos que procuram o Executivo.

A Prefeitura se negou a fornecer cópia das gravações. Quando for obrigada a fazê-lo, terá ganho tempo para alegar – se quiser – que as cenas já foram apagadas.

O caso está sob análise da assessoria jurídica do Sindicato. A vítima preferiu não entrar em detalhes, temendo ainda mais represálias.