A Escola João Evaristo Curvo, em Jauru (distante 450 quilômetros de Cuiabá, na região noroeste mato-grossense), recebeu na última semana, a primeira edição do projeto “Educação Legislativa em Movimento”. Idealizado pelo deputado Wancley Carvalho, em parceria com a Mesa Diretora da ALMT, por intermédio do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho, o objetivo é levar conhecimento sobre o Parlamento e trabalhar temas relacionados ao universo jovem de alunos em processo de formação escolar, como meio ambiente, vocação, Enem, entre outros.

Wancley Carvalho avaliou que “foi um sucesso porque os servidores da Assembleia Legislativa adotaram a ideia e a comunidade abraçou. Quero agradecer ao deputado Eduardo Botelho, que acreditou na proposta e à Escola do Legislativo, ao Qualivida, ao Instituto Memória, à Secretaria de Comunicação, que enviou sua equipe e a todos que abraçaram a causa. Foi a edição piloto e sucesso total, porque os alunos puderam obter novos conhecimentos. A interação do Parlamento com a comunidade escolar foi positiva porque eles agora conhecem melhor como é a atuação parlamentar e todas suas ramificações”, avaliou.

O coordenador da Escola do Legislativo, Thales Roder de Souza, destacou que foi positivo, primeiro pela receptividade da escola, da prefeitura e da câmara; pela aceitação dos alunos que interagiram por completo. Ele lembrou que  a ideia surgiu de uma vontade da Casa Legislativa de aproximar o Parlamento da comunidade e foi pensado a Escola do Legislativo para fazer esse  papel.

“Nos sentimos valorizados em que a mesa acreditasse na escola, em seu corpo técnico,  para fazer esse grande trabalho. Tivemos liberdade para desenhar o projeto, que foi pensado, elaborado e executado em um formato que a Escola do Legislativo acreditava que daria o resultado esperado pela Mesa Diretora da Casa. Havia uma expectativa muito grande pela edição piloto em Jauru, mas com a aceitação e colaboração da diretora da escola, Tatiana Maria da Silva Dias, que conseguiu envolver toda a comunidade escolar, dando liberdade para que o projeto acontecesse no formado planejado, foi um sucesso”, disse Thales.

Com parte do projeto, a  Exposição 180 Anos de Evolução do Parlamento Participativo foi organizada pelo Instituto Memória. Trata-se de uma mostra em painéis que contam através da sede ocupadas pela ALMT as fases e momentos históricos vivenciadas pelo Parlamento desde a primeira sede, quando se instalou em 1835 no centro da capital, até a sede atual no edifício Dante Martins de Oliveira, no Centro Político e Administrativo, também em Cuiabá.

As palestras englobam os temas: Jovens líderes como parte da solução, com Gabriel Guilherme; Vocação, com o psicólogo Gerson Fabrício Bauermeister; ALMT da Província à Atual Democracia Participativa, com Isis Catarina Brandão; Constituição de 1824 a Atual, com Ataíde Almeida; e Competências da Redação e da Matemática voltadas ao Enem, com José Valter Zacarias.  Já o programa Ambientação desenvolve uma oficina de reciclagem de papel e explica como fazer a coleta seletiva.

O projeto prossegue durante todo o ano de 2017. Ele ocorre em Cuiabá, nos dias 27 e 28 de abril,  29 e 30 de julho, 31 de agosto e 1º de setembro, 19 e 20 de outubro, 30 de novembro e 1º de dezembro; Araputanga,  11 e 12 de maio; Várzea Grande, 25 e 26 de maio, 03 e 04 de agosto, 28 e 29 de setembro, 09 e 10 de novembro; Comodoro, 08 e 09 de junho; Vila Bela da Santíssima Trindade, 10 e 11 de julho; Mirassol D’Oeste, 17 e 18 de agosto; Rio Branco, 14 e 15 de setembro; Conquista D’Oeste, 05 e 06 de outubro; Sapezal, 26 e 27 de outubro; Nova Lacerda, 23 e 24 de novembro; Porto Espiridião, 07 e 08 de dezembro; e Pontes e Lacerda, 14 e 15 de dezembro.

.

Foto: Fablício Rodrigues/ALMT
Texto: 
Maria Nascimento Tezolin/ALMT