Quatro paciente que tiveram complicações no quadro clínico e precisaram de atendimentos especializados morreram. Os casos aconteceram desde que a Santa Casa interrompeu os atendimentos que eram mantidos pelo Governo Estadual, em virtude da diminuição do repasse financeiro ser insuficiente para manter os serviços.

Um dos pacientes teve o quadro agravado e precisou ser internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Ele teve que aguardar mais de 24 horas por uma vaga e quando conseguiu e era transportado, faleceu na estrada.

Segundo conseguimos apurar, outros dois pacientes também precisaram ser removidos da Santa Casa. Eles saíram do Hospital no início da tarde de terça-feira (01.08) e morreram no caminho. Um deles precisava ser entubado e como os dois foram acompanhados de equipes dos PSF, sem experiência de Urgência e Emergência, faleceram.

O quarto caso foi o de uma mulher. Ela já tinha sido internada na UTI, em Cáceres, há alguns dias e precisou novamente ser removida da Santa Casa e foi encaminhada para Vila Bela. Como lá não tem UTI, ela não resistiu e morreu.