Foi nesta sexta-feira(05/07). Alan Oliveira imaginava um dia comum quando foi chamado pelo prefeito de Pontes e Lacerda que simplesmente disse: “está desligado de nossa equipe”.

O Secretário Municipal de Educação foi um dos pilares da atual administração – juntamente com o secretário de Obras, que pediu para sair – suportando e administrando a falta de planejamento e as críticas infundadas de Barcellos. Tanto Alan quanto Garcia Neto se mantiveram nos cargos desde o mandato do ex-prefeito Donizete Barbosa.

Tomado de absoluta surpresa, segundo conseguimos apurar, o responsável pela pasta da Educação não recebeu qualquer informação sobre a razão do desligamento. “A conversa foi tão breve e aparentemente sem motivo, que não consigo explicar, até porque ele (o Prefeito) não passou nenhum motivo para me exonerar, simplesmente disse que estava me desligando da equipe”, teria dito.

Perguntado se estava se preparando para deixar a Educação, Alan disse: “vontade eu não tinha, sempre fui um apaixonado e entusiasta da educação, acreditei e sonhei ver nossos sonhos sendo realizados. Agora, é notório que sempre foi um desafio enorme e não se faz educação sozinho”.

Repercussão

A notícia da exoneração de Alan Oliveira foi surpresa no meio político e até na própria Secretaria. Um antigo servidor da área disse “coitado do Alan, até que aguentou muito. Suportar esse prefeito não é fácil”. Outra servidora declarou que “o Secretário já devia ter pedido para sair. Alcino não deixa ninguém dar ideias nem opinião. Não merecia a dedicação e o esforço feito pelo Alan”.

O Presidente da Câmara repudiou a forma como o Prefeito Municipal conduziu o processo de exoneração. “Mandou o Secretário embora e nem motivo falou. Vou convocar uma coletiva da imprensa nesta segunda-feira para mostrar nossa insatisfação com a postura do Prefeito”.