As estatísticas e os dados do Cadastro Geral de Empregos do Governo Federal  mostram que Pontes e Lacerda começa a sentir os efeitos da recuperação da economia. Nos últimos meses o número de empregos criados tem sido maior que as demissões.

A informação de que a Mineração Apoena deve aumentar o número de empregados até o ano que vem, começa a mudar o cenário. Só em Pontes e Lacerda a empresa tem contratado quase 300 empregados. Se contar os terceirizados e todas as minas em exploração  o número sobe para cerca de oitocentos. No ano que vem, segundo o diretor da Apoena, o quadro de funcionários poderá chegar a mais de mil.

Outra excelente noticia, que mais uma vez vem da iniciativa privada, é a chegada de novos empreendimentos em Pontes e Lacerda. Um frigorífico para abate de cerca de 800 bois e que deve contratar mais de 400 funcionários até setembro deste ano.

Uma coisa é certa: o nível de emprego vai subir e a recuperação da economia vai ser sentida fortemente a partir de agosto. Quem está desempregado, pode renovar a esperança, pois as notícias são muito promissoras.

Pena que A Prefeitura não acompanha e não contribui para a retomada do crescimento. Segundo o vereador Maxsuel Guimarães , a Prefeitura tem R$ 1.700 mil em emendas do Deputado Wancley só para pavimentação de bairros da cidade. Imaginem o número de empregos que poderiam aumentar e os valores que iriam circular no comércio local, além dos benefícios naturais aos cidadãos.

Se o poder público não atrapalhar, Pontes e Lacerda voltará a crescer, nos próximos meses.