Essa idéia de pagar pouco para os servidores municipais provoca o espírito criativo de alguns para ganhar “uns reais” a mais visando complementar o orçamento doméstico.

É o que está acontecendo no Setor de Endemias da Secretaria de Saúde.  A chefe daquela Pasta – que foi convocada há alguns dias pelos vereadores para explicar as denúncias de perseguição a servidores – ainda não enxergou, ou não quis ver, uma funcionária  que dizem ser comissionada que, após baixar um aplicativo da Receita Federal, passa todo o expediente  fazendo declaração do Imposto de Renda para os colegas. E cobra pelo trabalho.

Pode ser proteção ou conivência, pois os demais funcionários do Setor continuam trabalhando “embaixo de sol e chuva” para cumprir as metas.

Tem servidor que considera que pagou caro pelos serviços e ainda acha que a colega demora muito para concluir a “declaração”.

Há quem diga que naquela secretaria há uma forte rede de proteção. Servidores indicados são protegidos pela secretária, que é protegida do prefeito.