A tradicional festança de Vila Bela da Santíssima Trindade mostra além da cultura do povo da primeira Capital de Mato Grosso a fé desse povo de garra, e que não deixa a tradição enfraquecer.

O evento este ano teve início no dia 18 e encerra no dia 28 de julho com uma vasta programação.  A cidade foi a primeira capital mato-grossense, e a festa tradicional homenageia o Divino Espírito Santo. Neste ano também são homenageados a Santíssima Trindade e São Benedito.

A Festança começou quando a capital de Mato Grosso foi transferida para Cuiabá, em 1935. Nesta época, Vila Velha foi abandonada pelos portugueses e brasileiros brancos, padres e soldados. Permaneceram na região os negros forros, escravos velhos, escravos fugidos e os que zelavam os bens dos senhores.

Na manhã de segunda-feira(23) a programação teve início com uma missa, que foi celebrada por centenas de pessoas. Em seguida a programação destacou diversas apresentações de danças como o Congo e o Chorado, algumas das mais belas manifestações culturais de Mato Grosso.

As mulheres mostraram a dança do chorado destacando a força da mulher, destacando agilidade nos pés e equilíbrio na cabeça com garrafas.

O momento mais esperado é o grupo do congo formado por homens, que contam a história de um povo sofrido. Durante esses dias a festa recebe aproximadamente 10 mil pessoas, vindas de várias regiões.

A festa é realizada há mais de 200 anos e nunca sofreu interrupção. O evento mostra toda a manifestação do povo negro.