Quatro pessoas foram presas em Comodoro por tráfico de entorpecentes e porte ilegal de arma. O fato aconteceu na noite desta terça-feira (16/07), por volta das 22h30min.

A Agência Local de Inteligência da 2ª CIPM tinha o conhecimento que um indivíduo de nome G. M.C., vulgo melancia, estaria realizando o tráfico de entorpecentes e que na data de hoje (16/07), ele iria realizar uma venda de substância do tipo maconha.

Diante da informação um agente de inteligência realizou o monitoramento da residência do suspeito, onde foi avistado um movimento de usuários no local. Por volta das 20h00min, foi a esposa que foi identificada como J. F. dos S., saiu da residência em um veículo Volkswagen Gol de cor azul. A informação foi repassada a Guarnição que em seguida se deslocou para o endereço.

Ao se depararem com o veículo, foi realizado uma abordagem onde foi confirmado que o motorista tratava-se do suspeito G. M.C., e a passageira era a esposa J. F. dos S. Após a revista, foi encontrada uma porção de substancia análoga a maconha debaixo do carpete do lado do motorista.

Durante a entrevista, o suspeito confessou que na residência do mesmo havia mais uma porção de maconha. Imediatamente a Guarnição se deslocou até o local e encontrou uma quantidade de substância dentro da geladeira. Também foi encontrado uma balança de precisão que estava enterrada no quintal.

Durante a realização da busca na residência alguns usuários de entorpecentes se aproximavam do local, porém, ao avistarem a viatura Policial se evadiam correndo. Um deles, identificado como E. S. R., conhecido como baiano, chegou a adentrar no quintal. Ao ser abordado foi encontrado com ele uma lanterna e um frasco de perfume, que provavelmente seriam utilizados em troca por entorpecente.

Em continuação nas buscas, foi localizado outra porção de substância análoga a maconha, aparentando ser quase meio tablete, escondida atrás do guarda roupas. Também foi encontrado uma munição de espingarda cal.16, alguns frascos contendo pólvora, chumbos e uma lata pequena contendo algumas espoletas, sendo que ao indagarmos o suspeito sobre a possibilidade de haver alguma arma na residência, o mesmo informou que tinha uma espingarda mas estava na casa de um indivíduo conhecido como caçador.

Ao chegar na casa de D. F. dos S., vulgo caçador, disse desconhecer que havia tal arma em sua casa, porém, ao ser solicitado permissão para realizar buscas, foi localizada a espingarda citada, escondida dentro de um barco.

Os suspeitos, os objetos ilícitos e os de origem duvidosa, foram encaminhados para a Central de Operações da 2ª CIPM de Comodoro para registrar o boletim de ocorrência e as demais providências cabíveis ao caso.