A Câmara de Vereadores aprovou na sessão desta noite uma Moção de Apelo contra a secretária municipal de saúde, Tatiana Paula.

Todos os parlamentares decidiram formalizar o descontentamento pela fraca e tendenciosa atuação da Secretária, desde o início do atual mandato.

A acusação é de perseguição política à servidores, má gestão na distribuição e/ou falta de medicamentos, retenção indevida de vacinas contra febre amarela, implantação de métodos burocráticos em prejuízo de pacientes e excessiva demora na contratação de médico  ortopedista.

De reconhecida capacidade de trabalho, Tatiana não apresenta habilidade no trato a políticos e nem demonstra interesse na solução de conflitos. A inimizade com a direção do Hospital Vale do Guaporé extrapolou o lado pessoal e tem afetado a qualidade do atendimento dos pacientes, com repercussão negativa nos gabinetes dos deputados estaduais e mesmo dentro do governo do estado.

A Comissão de Saúde liderada pelo vereador Anderson Barbosa espera que com esse manifesto – um instrumento legal do regimento interno da Câmara – o prefeito Alcino Barcellos tome as providências necessárias para superar esse impasse entre o Legislativo e o Executivo.

O vereador Ivanildo Amaral – um dos críticos mais ferrenhos – tem dito que a única solução possível é a demissão da secretária.

Não se tem notícia de que a Câmara tenha emitido tal manifesto na história de Pontes e Lacerda.