Os Vereadores por Pontes e Lacerda encaminharam um ofício ao Secretário de Segurança Pública de Mato Grosso, Rogers Jarbas, pedindo apoio para que a base da Polícia Militar na praça Miguel Gajardoni não seja desativada por completo como já anunciado pelo comando regional da PM. O prédio será, a pedido do prefeito Alcino Barcelos, devolvido à prefeitura.

No ofício os parlamentares fazem uma explanação das conquistas da Polícia Militar na região de Pontes e Lacerda. Eles citam a formação de duas turmas de soldados, implantação do comando regional e, consequentemente, encaminhamento de mais efetivo e recursos, instalação do sistema de videomonitoramento, e a inauguração de uma base policial na praça Miguel Gajardoni, motivo principal do documento.

Na reunião do Conselho Comunitário de Segurança Pública – CONSEG -, realizada no último dia 28, alguns parlamentares estiveram presente e defenderam a permanência da base mesmo que, por enquanto, não haja efetivo para o pleno funcionamento 24 horas.

Os vereadores alegaram que os benefícios da estrutura no local, e seu funcionamento, superam as dificuldades que o Comando Regional e a SESP possam encontrar para colocar o prédio pra funcionar.

A principal justificativa do Tenente-Coronel Chaves, comandante regional da PM, é a falta de efetivo policial-militar.

No documento, eles pedem “que sejam tomadas as  medidas necessárias para termos um efetivo suficiente no 12° Comando regional para manter uma base de operações no coreto da praça.”

Tanto o Ministério Público, quanto o Comando Regional tomou ciência do documento.

.